13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Marchas Populares - Festas de Lisboa’18

 

Como foi sempre tradição em Lisboa, na noite de 12 para 13 de Junho comemora-se o seu Santo Popular, o Sto. António. Esta noite é composta por muitas festas e outras actividades por toda a cidade e uma gastronomia baseada na sardinha assada e outro tipo de grelhados sempre acompanhada por uma boa bebida.

 

As Marchas Populares fazem parte da festa ao desfilar na Avenida da Liberdade durante várias horas. Há marchas com carácter competitivo e outras que mesmo fora da prova mostram a sua beleza e o seu valor ao público.

 

Este ano houve 23 bairros e associações de participaram na competição, e pelo terceiro ano consecutivo a vitória vai para a Marcha de Alfama.

 

Das não competitivas, marcaram presença a convidada Marcha da Vila da Lousã, a Marcha Infantil de “A Voz do Operário”, a Marcha dos Mercados e a Marcha da Santa Casa.

 

As Marchas já tinham estado em exibição no Altice Arena em três noites seguidas para uma primeira apreciação a 1, 2 e 3 de Junho.

 

A sequência de entrada na Avenida:

 

Não competitivas:

Marcha Convidada: Marcha de Vila da Lousã

Marcha Infantil: A Voz do Operário

Marcha dos Mercados

Marcha da Santa Casa


Competitivas:
1ª S. Vicente

2ª Alfama

3ª Olivais

4ª Marvila

5ª Ajuda

6ª Lumiar

7ª S. Domingos de Benfica

8ª Alcântara

9ª Benfica

10ª Belém
11ª Bairro da Boavista

12ª Madragoa

13ª Mouraria

14ª Bica

15ª Graça

16ª Bela-Flor Campolide

17ª Carnide

18ª Castelo

19ª Penha de França
20ª Campo de Ourique

21ª Alto do Pina

22ª Bairro Alto

23ª Santa Engrácia

 

A avaliação é feita por um júri que tem em conta os seguintes pontos: Coreografia, Cenografia, Figurino, Letra, Musicalidade, Composição Original e Desfile na Avenida.

 

Nesta edição os membros do júri foram:

Presidente do Júri: Pedro Santos Franco
Apreciação da Coreografia: Victor Hugo Pontes
Apreciação da Cenografia: Ângela Rocha
Apreciação do Figurino: Dino Alves
Apreciação da Letra: Mitó
Apreciação da Música: Cesário Costa
Apreciação Global: Rui Lopes Graça e Fernando Duarte
Representante da EGEAC: Sofia Bicho


E esta foi a sua decisão:

Prémio Coreografia: Alfama

Prémio Cenografia: Alcântara

Prémio Figurino: Alfama, Bairro Alto e Carnide

Prémio Letra: Alfama e Madragoa

Prémio Musicalidade: Alfama

Prémio Composição Original: Marcha de Alfama “Canção de Alfama”

Prémio Desfile na Avenida da Liberdade: Bairro Alto e Madragoa

 

Pontuação atribuída a cada Marcha:

1.º Alfama (245 pontos)
2.º Bairro Alto (235 pontos)
3.º Madragoa (234 pontos)
4.º ex aequo Alto do Pina (225 pontos)
4.º ex aequo Penha de França (225 pontos)
6.º São Vicente (219 pontos)
7.º Marvila (214 pontos)
8.º Alcântara (212 pontos)
9.º Bica (207 pontos)
10.º Bairro da Boavista (206 pontos)
11.º Graça (203 pontos)
12.º Carnide (201 pontos)
13.º Ajuda (200 pontos)
14.º ex aequo Castelo (196 pontos)
14.º ex aequo Olivais (196 pontos)
16.º ex aequo Bela Flor – Campolide (180 pontos)
16.º ex aequo Mouraria (180 pontos)
18.º Campo de Ourique (169 pontos)
19.º Lumiar (165 pontos)
20.º São Domingos de Benfica (164 pontos)
21.º Belém (157 pontos)
22.º Santa Engrácia (138 pontos)
23.º Benfica (105 pontos)

 

(fonte EGEAC)

 

Texto e Fotos: Pedro MF Mestre

 

 

 

 

clique na imagem para visualizar a fotorreportagem

 


 

domingo, 23 de setembro de 2018 – 02:58:00

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...