13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Fadista Cláudia Picado representa Portugal nas Filipinas

 

 

Após a sua chegada de Israel, onde esteve a gravar um disco para o projeto de fusão musical “Portuguese Fado & Arab Music” a convite do conservatório de música palestiniano Beitalmusica e da SamerjaradatProductions, Cláudia Pícado segue rumo às Filipinas respondendo a um novo convite muito especial.


Desta vez, a fadista estará presente no 5º Festival Internacional de Rondalla, que se realiza na cidade de Silay de 3 a 11 de novembro de 2018. “Strings for Unity” é o lema deste festival que pretende reunir representantes de todo o mundo, apoiando e promovendo o intercâmbio musical, celebrando a riqueza e diversidade cultural mundial. Entre muitos outros países estarão também presentes a Índia, Irão, Israel, Vietname, Coreia do Sul, Espanha, Rússia, Austrália e Tailândia.
 
Este é o primeiro ano em que Portugal estará presente no Festival Internacional de Rondalla. Cláudia Picado irá representar o nosso país com um espetáculo único, mostrando a riqueza musical do nosso Fado, destacando a Guitarra Portuguesa como instrumento único no Mundo e com um som ímpar e incomparável. Neles será acompanhada pelo guitarrista José Manuel Duarte e também por Hugo Silva. 
 
Neste festival estarão ainda  representadas várias instituições e agências da área musical do mundo, como a Word Music Expo (Womex) ou o Concelho Internacional de Música da UNESCO, entre muitos outros.

Depois de abraçar todos estes desafios, Cláudia Picado irá lançar o seu novo álbum em Portugal no próximo ano. Este álbum será editado pela editora Sony Music e promete muitas surpresas, com temas inéditos compostos por nomes conhecidos do panorama musical português. Deste disco podemos já ouvir o single "Quando Me Chamas Mulher"

 

 

O 5º Festival Internacional de Rondalla, que será realizado em Silay City, acontecerá de 3 a 11 de novembro de 2018. Este é o primeiro evento internacional que acontecerá em Silay, a “sede das artes e da cultura em Visayas Ocidentais”.
 
Este é um evento âncora das “Cuerdas sa Paghiliusa: Cordas da Unidade” (14 anos de promoção da paz e unidade através da música) “Sustentando e aumentando a diversidade musical por meio da renovação e celebração de uma herança compartilhada na tradição musical da cultura mundial .
 
“Strings of Unity” pretende reunir representantes de todo o mundo com as suas diferentes performances e ideias musicais, no entanto pertencentes a uma herança comum - o legado da tradição do acompanhamento de instrumentos de cordas dedilhadas; no caso de Portugal com a Guitarra Portuguesa, instrumento único no mundo destacando a nossa tradição e cultura musical - O Fado!


São diversos os objetivos deste Festival:
 -celebrar a riqueza da diversidade de expressões musicais mundiais,
 -fortalecer a rede e sustentar iniciativas do festival de rondalla em todo o mundo; fornecer oportunidade de intercâmbio musical
-Incentivar o ensino, a partilha, workshops e interações, descobrindo novas expressões musicais desenvolvendo novos repertórios através do intercâmbio musical e cultural estabelecido.
 
Os eventos são em parceria com a Comissão Nacional para a Cultura e as Artes (NCAA), Sociedade Musicológica das Filipinas (MSP), Competições Nacionais de Música para Jovens Artistas (NAMCYA), Governo Municipal de Silay, Governo Provincial de Negros Occidental, Universidade de a Faculdade de Música das Filipinas e o Centro de Etnomusicologia da UP.
 
Estarão representados os seguintes países:
França (Quatuor Eclisses-quarteto de violão); Índia (Maluica Chopra e Muthu Kumar-Indian setar e tabla; Irã (The Eishan Trio-persa tar / sitar); Israel (Ensemble NAYA-Praltery, Viola de Gamba, Harpsichoral, Theorbo, Voz); Japão (Sangen Udashima Ryu-Samishen) Rússia, a renascentista russa, balalaika, acordeão, a orquestra chinesa de Taiwan (pipa, ruan, guzheng), a uganda (Hope to Hop), a África (violino africano e harpa).
Outros grupos participantes são provenientes da Coréia do Sul, Espanha, Portugal (Cláudia Picado), Austrália, Tailândia e Vietnã.
 
Estarão ainda presentes durante o Festival as seguintes instituições:
World Music Expo (Womex), Silay-Comissão Nacional para a Cultura e as Artes (NCCA), Conselho Internacional de Música (IMC) da Unesco, Conselho Internacional de Música Tradicional, Conselho Internacional de Organizações de Festivais Folclóricos e Artes Folclóricas, Museu de Instrumentos Musicais e Museu de Instrumentos Musicais de Hamamatsu.

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 16 de novembro de 2018 – 12:35:44

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...