14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Cascais lança Ebook da Crónica de el-Rei D. Afonso Henriques

 

 

A Câmara Municipal de Cascais apresenta ao público no próximo dia 23 de fevereiro, às 15h00, o Ebook das Crónicas Quinhentistas do Museu Condes de Castro Guimarães.

 

Assinalando os 100 anos sobre o primeiro estudo e divulgação realizados pelo Conde de Castro Guimarães, a Câmara Municipal de Cascais apresenta ao público a digitalização integral do códice, bem como a edição ebook que conta com dois textos especializados de enquadramento - um de análise diplomática e paleográfica de Leonor Calvão Borges, Mestre em Paleografia e Diplomática e Arquivista na Assembleia da República, e outro abordando a vertente do documento enquanto objeto artístico por José Manuel Garcia, Doutorado em História e investigador no Gabinete de Estudos Olisiponenses.

 

A importância da obra existente no Museu Condes de Castro Guimarães, mais do que qualquer outro dos códices iluminados ou crónicas de aparato que se conhecem do texto de Duarte Galvão, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra e na Biblioteca Pública e Municipal do Porto, notabilizou-se pela vista da cidade de Lisboa, uma das suas mais antigas representações panorâmicas, atribuída a António de Holanda.

 

A iniciativa da autarquia é também uma homenagem a esta importante figura mecenática que em 1927 legou à população cascalense a sua casa, com o recheio artístico e bibliográfico e outros bens materiais, para aí se fundar o primeiro museu-biblioteca do concelho, inaugurado oficialmente em 12 de Julho de 1931, e se preserva e transmite às gerações vindouras o maior tesouro do seu legado, tornando-o cada vez mais acessível ao grande público através da internet e das novas tecnologias.

 

A sessão de apresentação do Ebook vai contar com as presenças de Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Leonor Calvão Borges e José Manuel Garcia.

 

Sobre a Biblioteca Museu Condes de Castro Guimarães


Constituída pelo acervo bibliográfico legado pelo Conde de Castro Guimarães, esta coleção reúne essencialmente obras de História Universal, História de Portugal, Música, Marinharia e Romance, nesta divisão destaca-se a obra mais emblemática e valiosa do acervo do Museu: o manuscrito iluminado Crónica de D. Afonso Henriques, de Duarte Galvão, datado de 1505, no qual é de salientar a primeira representação conhecida da cidade de Lisboa, da autoria de António d’Ollanda. O catálogo desta biblioteca pode ser consultado online ou mediante requisição prévia.

 

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 22 de setembro de 2019 – 14:49:46

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...