14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Casa-Museu Frederico de Freitas

Localidade: Concelho: Distrito:
Funchal Funchal RA Madeira

 

A Casa-Museu Frederico de Freitas, inaugurada em Junho de 1988 e instalada na Casa da Calçada, mantém a ambiência única daquela que foi a moradia de um dos maiores colecionadores locais, o notário e advogado madeirense Dr. Frederico de Freitas. Ao longo de espaços como os Salões, Quarto de Dormir, Casa de Jantar, Sala do Chá, Biblioteca, Cozinha, evocam-se vivências de outrora e expõem-se as coleções de mobiliário, escultura, pintura, cerâmica, gravura, vidros e metais, reunidas pelo colecionador.

 

A Casa-Museu Frederico de Freitas encontra-se instalada na Casa da Calçada, antiga moradia dos Condes da Calçada, originária dos finais do século XVII e profundamente remodelada no século XIX. Cerca de 1941 foi arrendada pelo Dr. Frederico de Freitas, prestigiado advogado e notário madeirense, que aí residiu e reuniu importantes coleções de Artes Decorativas, legadas por sua morte, em 1978, à Região Autónoma da Madeira. O edifício foi posteriormente adquirido pelo Governo Regional, reabilitado e adaptado a Casa-Museu, inaugurada em Junho de 1988. 

 

Em 1999, ficou concluído o programa da Casa-Museu que permitiu a ampliação da exposição permanente da Casa da Calçada e a abertura de novos espaços: A Casa dos Azulejos, construída de raiz para acolher a Exposição de Azulejaria Portuguesa e Estrangeira; o Auditório; as Reservas e Oficina de Azulejos; a Casa da Entrada, onde funcionam a Portaria, o Gabinete de Estampas e Desenhos e os Serviços de Educação.

 

Na Casa da Calçada, refletindo o ambiente da residência do colecionador, expõem-se as Coleções de Mobiliário, Escultura, Pintura, Cerâmica e Gravura. O mobiliário, nacional e estrangeiro, data dos séculos XVII ao XIX. A temática religiosa domina a escultura e a pintura e, salvo alguma imaginária luso-oriental, as peças são predominantemente europeias. Singular, a Coleção de Canecas envolve outras tipologias afins que, do século XVIII ao presente, atestam proveniências diversas. Nas gravuras, destacam-se as relativas à Madeira, importantes fontes iconográficas dos séculos XVIII e XIX. Na Casa dos Azulejos surgem peças orientais, islâmicas, medievais, majólica e uma mostra de azulejaria holandesa. O núcleo português que inclui um importante conjunto de padronagem seiscentista, evoca a produção nacional até à atualidade.

 

Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC.

 

Outras Informações: http://cultura.madeira-edu.pt/museus/Museus/CasaMuseuFredericodeFreitas/tabid/188/language/pt-PT/Default.aspx

Periodicidade Diária

segunda-feira, 10 de agosto de 2020 – 10:50:38

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...