13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Carlos Carmino (Leiria)

 
 
 
 
 
 
 CARLOS CARMINO
 
 
 Associação Distrital de Atletismo de Leiria
 
 
 
 
Biografia
Nome CARLOS CARMINO RODRIGUES

Data de Nascimento 11 de Março de 1957
Naturalidade Concelho de Nazaré – Distrito de Leiria
Técnico Nacional de Marcha desde Janeiro de 2008;
Director Técnico Regional desde Outubro de 1997;
Licenciado em Educação Física pelo ISEF - Lisboa
Formador da Internacional Athletics Association Federations (IAAF) em Lisboa,
Formador da Federação de Triatlo de Portugal com Curso Superior em Madrid,
Vários Cursos de Matérias relacionadas com as Ciências do Treino Desportivo e com as Técnicas de Atletismo,
Formador da Federação Portuguesa de Pentatlo Moderno.

Principais actividades e responsabilidades Actividades desenvolvidas:
  1. Membro do Grupo de Reflexão e Coordenação do Atletismo Juvenil,
  2. Prelector em várias Acções de Formação e Seminários em vários locais,
  3. Prelector em vários Cursos de Monitores de Atletismo por todo o país,
  4. Prelector em vários Cursos de Treinadores por todo o país,
  5. Director de vários Cursos de Monitores realizados em Leiria,
  6. Director de um Curso de Treinadores realizado na Guiné-Bissau em 2005,
  7. Prelector no Curso de Treinadores de Atletismo na Guiné-Bissau em 2005,
  8. Prelector no Curso de Treinadores de Atletismo em S. Tomé e Príncipe em 2002,
  9. Prelector no Curso de Treinadores na Guiné Equatorial em 2002,
10. Prelector em vários Cursos de Triatlo Grau 1.
11. Fundador e Coordenador Técnico da secção de Atletismo da A.D.C.R. Bairro dos Anjos desde 1989,
12. Treinador de Atletismo com vários atletas internacionais entre os quais Paulo Bernardo recordista nacional do lançamento do disco,
13. Coordenador e Organizador de vários Estágios de diversas disciplinas do atletismo.
14. Coordenador do Ensino da Actividade Física do 1º Ciclo no concelho da Batalha durante o ano lectivo de 2006/07
 
- Para si, qual o perfil que um DTR deve possuir e que principais funções lhe estão acometidas?
Numa palavra: Polivalente.
Tem de conhecer bem a realidade do “seu” distrito do ponto de vista desportivo, em geral e do atletismo com maior profundidade.
Interessa conhecer os indicadores sócio-económicos e a dinâmica de todos os concelhos e ter, ou procurar estabelecer, com o poder local as parcerias possíveis, envolvendo as escolas, os clubes federados na Associação e potenciais clubes com atletismo.
É um conjunto muito vasto de funções que vai deste a área técnica à directiva, complementado com responsabilidades e competências nas áreas do marketing e das relações humanas. Se for interessado, empreendedor, dinâmico e empenhado e se tiver “paixão” os resultados vão aparecendo..
A relação com as entidades oficiais (poder local e representantes do poder central) e com os clubes (dirigentes, técnicos e outros) é fundamental.
A partir daqui terá de traçar as linhas orientadores de uma estratégia de desenvolvimento e modernização do atletismo na sua área de jurisdição


- Quando assumiu o cargo, como encontrou o atletismo na sua região?
Isso faz parte da história.
Há que deixar elogios a quem escreveu a história do atletismo do distrito.
Foi feito um diagnóstico, achámos que era possível melhorar e isso tem vindo a acontecer gradualmente.
Os tempos mudaram, tudo evoluiu e o atletismo acompanhou a mudança.


- Que medidas tomou, para inverter a situação encontrada, no caso desta não ser do seu agrado?
Numa palavra: Formação.
Temos feito muita formação de diferentes géneros.
Cursos de Monitores e de Treinadores, Acções de Formação, Concentrações de atletas talento e Programas de Formação de Jovens.
Iniciámos contactos com algumas Autarquias, reforçámos com outras e procurámos ter uma maior relação com outras entidades que tem igualmente responsabilidade em projectos de desenvolvimento desportivo. Incrementámos a relação com os clubes filiados na ADAL.
 

- Considera-se satisfeito(a) com as infra-estruturas desportivas existentes na área geográfica da sua Associação para a prática da modalidade (nas suas diversas vertentes)?
Não.
Poderemos sempre melhorar.
A nossa preocupação é também potenciar as condições já existentes que considero boas.
Um dos objectivos será sempre contribuir para a melhoria das condições de treino e de realização de diferentes tipos de provas.
Mas as condições de treino são diferentes na animação, nos escalões de formação e na competição e alta competição.
Quando um clube inicia a prática da modalidade as exigências serão diferentes de um clube que já tem atletas a alcançarem mínimos para campeonatos nacionais.
É o empenhamento e o interesse dos clubes que cria novas necessidades.
Procuraremos estar atentos às suas necessidades.
Ao olharmos para o mapa do distrito vemos uma distribuição equilibrada de infra-estruturas para a prática do atletismo.
Desde a época de Inverno de 2006 que a FPA e o Município de Pombal nos resolveu aquela que era a nossa maior dificuldade, termos uma pista coberta para competições e treinos.
Temos ainda 7 pistas sintéticas ao ar livre (Óbidos, Caldas da Rainha, Nazaré, Alcobaça, M.ª Grande, Leiria e Alvaiázere) e duas simplificadas em Ansião e Pedrógão Grande.
A médio prazo iremos ter mais três. Em Porto de Mós, Ansião e Pombal.
O município da Batalha tem também como objectivo construir uma pista simplificada.
Tudo isto representa para a ADAL eu enorme desafio: Rentabilizar estas instalações.
 
- Na sua Associação, como é feita a detecção de novos talentos e o acompanhamento dos jovens promissores?
Alguns clubes têm feito um excelente trabalho nesta área. Outros terão de evoluir…
O papel da ADAL tem de ser de incentivar os clubes a terem uma boa relação com as escolas mais próximas e procurarem “aliciar” os melhores para a prática do atletismo.
E os melhores são os que alcançam melhores resultados nos Megas, Sprinter, Km e Salto e nos corta-matos.
Os clubes devem ainda estar disponíveis para convidar todos os jovens da sua área de residência e assumir, em conjunto com o poder local, o seu papel na formação integral do jovem.
A ADAL tem uma boa relação com várias escolas e colégios do distrito. Faz acções de formação em qualquer escola interessada. Tem uma boa relação com as duas Equipas de Apoio às Escolas (Leiria e Oeste). Incentiva o aparecimento de núcleos de desporto escolar, equipas de atletismo, colabora nas organizações do Desporto Escolar.


- Como perspectiva o futuro do atletismo local, a curto prazo?
O Atletismo no distrito de Leiria vai continuar a evoluir.
Continuar o caminho da Formação (diversificada) e organização de competições nacionais, melhorando, ganhando experiência e poder continuar a evoluir. Serão sempre objectivos paralelos.
A estratégia tem de ser abrangente encontrando parcerias com quem tem, como as Associações responsabilidades no desenvolvimento e na modernização da prática desportiva.
 

- Qual tem sido o apoio prestado pelas autarquias locais à prática da modalidade?
Tem sido heterogéneo.
Algumas apoiam muito, casos de Leiria, Porto de Mós, Ansião e Pombal.
Gostaríamos de fortalecer a nossa relação com Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos, M.ª Grande e Peniche. Há muito para fazer nos concelhos do nordeste do distrito, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande e Castanheira de Pêra, no sul, Bombarral e Alcobaça, e no centro, Batalha, precisam de crescer.


- Na sua região, o tecido empresarial apoia a realização de eventos?
Sim. E penso que irá melhorar muito.
É uma área nova para nós, mas estamos a conseguir algumas parcerias que queremos incrementar.
Por outro lado, mostrar resultados, divulgá-los na comunicação social, na nossa página na Internet, permite aos clubes poderem também conseguir maior apoio das empresas da região.
 
 - Quais os meios de Comunicação Social que normalmente e frequentemente divulgam as vossas iniciativas?
A nossa página na Internet, é o maior veículo de relação com todos, incluindo os media.
Na comunicação social local saem igualmente notícias sobre o atletismo distrital com muita frequência.
O valor do nosso atletismo, a qualidade do trabalho dos clubes nossos filiados, os resultados dos nossos atletas, merece destaque.
Correndo o risco de me esquecer de alguns: Jornal de Leiria, Região de Leiria, O Mensageiro, Diário de Leiria, Gazeta das Caldas, Jornal da Golpilheira, O Eco, O Correio de Pombal, Rádio Batalha, Rádio Cardal, e outros.

Periodicidade Diária

domingo, 24 de março de 2019 – 01:05:45

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...