13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

001 - Artigo

Já não é novidade nenhuma que a actividade física regular está associada a inúmeros benefícios para a saúde. Ainda assim importa sempre reforçar esta ideia, pois a população portuguesa ainda está muito longe de se poder considerar fisicamente activa. E basta estarmos atentos à comunicação social para verificarmos que nunca, como hoje, foi dada tanta importância à relação entre actividade física, saúde e obesidade.
 
É fundamental aumentarmos os nossos níveis de preocupação no que a este assunto diz respeito, quanto mais não seja pelo facto de cada vez mais crianças e jovens se enquadrarem num quadro classificativo de excesso de peso e até de obesidade. Estudos recentes revelam que 1 em cada 3 jovens tem excesso de peso, e a probabilidade de estes se tornarem adultos obesos é muito elevada, tornando-se este num problema de saúde pública.
 
Mas afinal o que é a actividade física? Segundo o ACSM (American College of Sports Medicine), entidade de referência a nível mundial no que respeita ao exercício físico e saúde, a actividade física é definida como o movimento corporal produzido pela contracção do músculo-esquelético e que eleva substancialmente o dispêndio energético.
 
É pertinente também diferenciar actividade física de exercício físico, que no segundo caso se considera uma sub-classe de actividade física e que é definido como o movimento corporal planeado, estruturado e repetitivo, com o objectivo de melhorar ou manter uma ou mais componentes da aptidão física. O ACSM define  a aptidão física como o conjunto de atributos que os indivíduos possuem ou adquirem e que se relaciona com a capacidade de realizar actividade física.
 
Agora que já enquadramos os leitores para alguns conceitos, importa falar da actividade e/ou exercício físico em concreto.
 
Fazer actividade/exercício físico de forma regular é seguro para a maioria das pessoas e promove inúmeras melhorias no bem-estar e na saúde, contrariamente ao estilo de vida sedentário.
 
A mudança de hábitos nem sempre é fácil, mas podemos garantir que é sempre preferível alguma actividade física que nenhuma. Acumular 30 minutos de actividade física, ainda que fraccionados ao longo do dia, na maioria dos dias da semana, pode trazer inúmeros benefícios à sua saúde. O ACSM vai mais longe, referindo que benefícios para a saúde significativos podem ser obtidos pela inclusão de uma quantidade moderada de actividade física (por exemplo 30 minutos de marcha vigorosa, 15 minutos de corrida ou 45 minutos de voleibol) na maioria ou totalidade dos dias da semana.
 
Se precisa de motivos, apresentamos algumas razões pelas quais deve mudar a sua atitude. Eis alguns dos benefícios da actividade/exercício físico regular:
 
1.      Melhoria da função cardiovascular e respiratória
·        Aumento do consumo máximo de oxigénio;
·        Diminuição da frequência cardíaca e pressão arterial para uma intensidade de esforço sub-máxima;
·        Aumento da densidade de capilares no músculo esquelético;
·        Aumento do limiar para o aparecimento de sinais e sintomas de doença (por exemplo: angina de peito);
 
2.      Redução dos factores de risco associados a doença coronária
·        Diminuição da pressão arterial (sistólica e diastólica) de repouso;
·        Aumento da concentração de lipoproteínas de alta densidade (HDL) e diminuição dos Triglicéridos no sangue;
·        Redução da gordura corporal total e da gordura intra-abdominal;
·        Tolerância à glicose e sensibilidade à insulina aprimoradas;
 
3.      Diminuição do risco nos seguintes eventos
·        Doença coronária, doenças cardiovasculares, cancro do cólon e diabetes tipo II. Mais actividade e/ou melhores níveis de condição física estão associados com menores taxas de morte por doença coronária e estão também associados a uma menor incidência de doenças cardiovasculares, cancro do cólon e diabetes tipo II;
 
4.      Outros benefícios
·        Melhoria da densidade mineral óssea e controle da osteoporose;
·        Controle da Hipertensão;
·        Diminuição da ansiedade e depressão;
·        Aumento do sentimento de bem-estar;
·        Diminuição da fadiga e aumento da prestação no trabalho, recreação e actividades desportivas;
·        Melhoria do sistema imunitário;
·        Composição corporal melhorada;
·        Aumento da auto-estima.
 
Precisa de mais motivos? Se não, porque não começar hoje mesmo, com umas caminhadas de 30 minutos? Junte-se a um amigo ou dois, pois a actividade torna-se mais agradável e motivante.
 
Defina os seus objectivos para cada semana e aumente gradualmente o número de caminhadas e a duração de cada uma. Comece com 3 vezes por semana.
 
Então de que está à espera para começar? Mexa-se…pela sua saúde!
 
Referências:
·        ACSM (2000). ACSM`s Guidelines for exercise testing and prescription – 6th edtion, Baltimore: Lippincott Williams and Wilkins.
·        ACSM (2005). ACSM`s Resources for the Personal Trainer – 1st edition, Philadelphia: Lippincott Williams and Wilkins

V o t o s  de  B o a s  F e s t a s

Periodicidade Diária

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018 – 11:54:11

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...