13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Novos Campeões coroados este Domingo

 

Campeonato AS Nacional de Seniores “Jogos Santa Casa” 2018

Campeonato Nacional de Absolutos

1ª Edição do Campeonato Nacional  de Judo Adaptado

 

Cumpriu-se este domingo o último dia do Campeonato AS Nacional de Seniores “Jogos Santa Casa” 2018. A competição realizou-se este fim-de-semana no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

 

Com 52 Atletas nos tapetes, a “Prova Rainha” do Judo Nacional terminou com a coroação dos Novos Campeões das categorias -60 kg e -66 kg masculinas e -48 kg, -52 kg e -57 kg femininas. A prova contou com a participação de 130 Judocas nos dois dias.

 

Nas 3 categorias femininas competiram 14 Atletas. Catarina Costa (-48 kg), Patrícia Matias (-52 kg) e Wilsa Gomes (-57 kg) venceram as finais e sagraram-se Campeãs Nacionais.

 

No masculino, foram disputadas 2 categorias por 38 Judocas, coroando como Campeões: João Abreu (-60 kg) e André Soares (-66 kg).

 

Destaque para João Abreu (-60 kg) e Wilsa Gomes (-57 Kg) que conseguiram renovar os seus títulos.

 

Despois do Campeonato Nacional Paralímpico deste sábado,a Federação Portuguesa de Judo estreou mais uma competição, o Campeonato Nacional de Judo Adaptado Deficiência Intelectual – Síndrome de Down, que teve a participação especial de Atletas com Paralisia Cerebral (PC). A competição foi disputada em 9 categorias (-63 kg e +63 kg femininos e -60 kg, -66 kg, -73 kg, 81 kg, +81 kg, -90 kg PC e +90 kg PC masculinos) por 23 Atletas. Patricia Fernandes (-63 kg), Susana Pereira (+63 kg), Paulo Vitor (-60 kg), Paulo Lino (-66 kg), Diogo Corte (-73 kg), André Vieira (-81 kg), Carlos Alves (+81 kg), João Félix (-90 kg PC) e João Gomes (+90 kg PC), sagraram-se os primeiros Campeões Nacionais de Judo Adaptado nas respetivas categorias.

 

Relembramos que estas competições surgem na sequência da aposta da FPJ no Judo Adaptado e Inclusivo, com o apoio do Principal Patrocinador  - Jogos Santa Casa (JSC).

 

O Campeonato Nacional de Absolutos realizou-se igualmente este domingo, em simultâneo com as outras provas. No masculino, Bruno Silva foi o vencedor entre os 15 Atletas participantes. Rochele Nunes venceu no feminino, depois de se sobrepor à sua colega do Benfica, Adynsangela Moniz.

 

Declarações

 

Jorge Fernandes – Presidente da Federação Portuguesa de Judo

“Todas as provas deste fim de semana correram muito bem, especialmente a competição nacional dos atletas cegos e baixa visão e a dos atletas com Síndrome de Down. Este ano os atletas cegos e baixa visão integraram todos os estágios que organizámos com os judocas ditos normais. É uma boa forma de sensibilizar todos os que estão ligados à modalidade. Foi muito bom para todos podermos ver que afinal o Judo é possível ser praticado por qualquer pessoa, independentemente da sua limitação física. A Família do Judo ficou mais forte com esta competição. Por outro lado, em relação à nossa Seleção Nacional, foi também uma boa preparação para o Campeonato do Mundo que se realiza já na próxima semana.”

 

Catarina Costa – Campeã Nacional -48 kg

“Este é o meu primeiro título nacional, por isso tem um sabor especial. A minha adversária era muito dificil, tive de entrar muito concentrada e fazer combates fortes para conseguir vencer. Agora tenho um mês para me preparar para o Masters, vamos ver como corre. Quero tentar integrar o grupo das 16 primeiras. Esta prova foi uma boa preparação. Estou a tentar fazer o meu melhor, quero chegar longe na prova.”

 

João Abreu – Campeão Nacional -60 kg

“Este ano foi muito complicado para mim. Fiz a opção de fazer o circuito internacional e não correu bem. Não consegui adaptar-me ao sistema internacional. A maneira de estar na competição, de encarar o adversário, a forma como combatem, como fazem uma luta taco a taco, um pequeno deslize pode levar a perder o combate. Esta vitória nacional dá-me ânimo para continuar a trabalhar. Agora vou descansar um pouco da competição e com a aprendizagem que tive, vou tentar melhorar para dar o salto e para o ano estarei novamente a competir.”

 

Abel Louro – Treinador de Judo Adaptado – Escola de Judo Ana Hormigo

“A nível nacional já se fazem Opens ligados às Pessoas com Deficiência, mas esta competição é uma aposta da Federação nesta vertente. É importante para estes jovens porque sentem que têm um lugar na modalidade e no desporto em geral. Ao nível do treino, claro que estas pessoas têm limitações e temos de adaptar o ensino do Judo com palavras e indicações mais simples e concretas. Nota-se uma grande evolução nestes jovens com a prática da modalidade. Todos aqueles que passaram por nós mudaram. Houve melhorias nas relações interpessoais, a nível físico com a perda de peso, no controlo da ansiedade e da raiva, entre outros fatores. Estes Judocas enchem-nos de alegria tanto nos treinos como nas competições.”

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 16 de junho de 2019 – 00:52:11

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...