14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Balanço da marcha portuguesa em Moscovo: 20 km masculinos

Terminados os 14.os Campeonatos do Mundo de Atletismo, realizados em Moscovo de 10 a 18 de Agosto, os marchadores portugueses podem fazer um balanço positivo do respectivo desempenho na capital russa. Perante um conjunto de resultados de elevado nível em qualquer das provas da especialidade inscritas no programa, as marcas e as classificações alcançadas pela maioria dos seis marchadores portugueses representam um valor muito elevado no contexto geral dos três quadros classificativos.

 
Apreciemos hoje os 20 km masculinos. Nesta prova, é claro que o quarto lugar de João Vieira suplantou todas as expectativas. Ainda que o marchador do Sporting já tenha dado mostras de conseguir surpreender nos grandes momentos (apesar de nem todas as surpresas terem sido positivas) e que, por isso mesmo, fosse de admitir qualquer classificação, era difícil imaginar o recordista nacional da distância quase a lutar por uma medalha. E foi o que fez, graças a uma prova de regularidade, que veio confirmar o bom momento de forma demonstrado nos Campeonatos de Portugal de Julho passado, em Leiria.
 
Como já foi assinalado, apenas Susana Feitor conseguiu melhor ou igual ao quarto lugar de João Vieira em Moscovo, com o terceiro posto de Helsínquia-2005 e o quarto de Sevilha-1999. Quanto à marca averbada (1.22.05), apenas em Berlim-2009 João Vieira alcançara melhor em mundiais, então com 1.21.43 h.
 
Já Sérgio Vieira pareceu não estar integrado na competição a não ser na fase inicial da prova. Cedo entrou em andamentos pouco interessantes a este nível competitivo e acabou com uma classificação (40.º) e uma marca (1.28.34) muito abaixo do que estava a valer. A confiança revelada antes da prova não se transmitiu para dentro da prova e a oportunidade de um bom resultado ficou perdida. 
 
 
O Marchador

Periodicidade Diária

quinta-feira, 14 de novembro de 2019 – 22:16:26

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...