14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

CISET 4X4 Couço 2019: Festa Ibérica nas margens do Sorraia

 

COMPETIÇÃO, EMOÇÃO E DESPORTIVISMO DENTRO DE PISTA E

GRANDE FESTA DE AMIGOS E AMANTES DO TRIAL NO EXTERIOR

 

Cumpriu-se a tradição no Couço no passado fim de semana, com a simpática e acolhedora Vila Ribatejana a acolher mais uma espetacular edição do CHALENGE IBÉRICO 4X4 COUÇO. 

 

Com mais de meia centena de participantes e vários milhares de espectadores presentes,  a festa foi grande dentro e fora da pista, surpreendendo com nota muito positiva aqueles que pela primeira vez participaram ou assistiram, e confirmando na totalidade as expectativas de todos os que repetiram a experiência.

 

O trabalho do Moto Clube Sacho, da X-Adventure e da APTE na preparação desta prova foi longo, duro e muito complicado, mas foi amplamente recompensado com um estrondoso sucesso, que solidificou ainda mais a prova Portuguesa não só como a “festa anual”, mas sobretudo como a principal prova de trial 4x4 Ibérica, deixando um sentimento de orgulho em todos os que prepararam, apoiaram ou participaram neste singular evento.

 

Válido para o CISET 4x4 2019, o CISET 4x4 COUÇO 2019 contou também como prova pontuável para o Campeonato Extremo 4x4 de Andaluzia (a congénere espanhola do CISET 4x4) , e contou ainda para o Troféu APTE, que inclui as  mais emblemáticas competições de trial e offroad disputadas em Portugal, incluindo o King of Portugal, o Graf – Adventure Series, o Xtrem Caminha e claro, o CISET 4x4.

 

CISET 4X4 MASTERS 2019: ANTÓNIO HENRIQUES COROADO “MASTER 2019”

QUATRO HORAS DE MUITA COMPETIÇÃO E DIVERSÃO COM A VITÓRIA A SER DECIDIDA NOS ULTIMOS MOMENTOS

 

Nascido em 2018, o CISET 4x4 MASTERS é um competição particular que se disputa apenas na prova do Couço,  destinada em exclusivo aos participantes da Classe Super Proto e com a duração de 4 horas.

 

Sendo uma competição facultativa e sobretudo destinada a oferecer aos participantes uma oportunidade de poderem usufruir um pouco mais dos seus carros, da pista e de se divertirem nesta prova,  durante o Briefing geral da prova

foi colocada a opção dos pilotos poderem participar nesta prova “extra longa”, algo a que a esmagadora maioria aceitou.

 

Dada a bandeira verde, iniciaram-se então 4 longas horas de muita água, pó, e buracos, mas que proporcionaram um fantástico espetáculo ao muito publico presente.  A pista, que este ano estava com um grau de dificuldade um pouco mais baixo do que em 2018, permitiu que todos pudessem rodar muito e tirar o melhor partido dos seus carros.  Como seria de esperar, nem todas as mecânicas resistiram sem problemas, mas de um modo geral, poucos foram os que ficaram parados.

 

O título de  “ CISET 4x4 MASTER 2019” foi entregue a António Henriques (Mister Reboques), que com 27 voltas realizadas triunfou no Couço.  Porém, obter esta vitória foi difícil e tudo ficou decidido encima da bandeira de Xadrez, pois Adriano Santo (ASH Team) conseguiu também dar 27 voltas, porém terminou depois do seu rival, ficando assim em segundo lugar.  Em terceiro, com 26 voltas cumpridas,  terminou Marcelo Lopes (Team LucroFusão),  ele que também lutou muito pela vitória e proporcionou imagens incríveis com as suas entradas na água em velocidade.  Luis Jorge (Hortícolas Team/Café Snack Bar “A Curva”) também conseguiu dar 26 volta, e até teve a vitória ao seu alcance, mas um problema acabaria por o atrasar um pouco e afastar a luta pela vitória.

 

No que diz respeito ao CISET 4x4 MASTERS 2019 uma menção final para Patrícia Gomes, que terminou em sexto com 22 voltas realizadas, superando muitas equipas masculinas, graças ao seu andamento rápido e seguro e a uma correcta gestão da sua corrida.

 

CLASSE SUPER PROTO:  LUIS JORGE (Horticulas Team/Café Snack Bar “A Curva” ) CHEGOU, VIU E VENCEU…

…MAS NÃO LHE FALTARAM ADVERSÁRIOS Á ALTURA.

 

A regra no CISET 4x4 COUÇO é todas classes apresentarem listas extensas e de grande qualidade, e foi isso se passou com a classe Super Proto, onde juntamente com todos os pilotos habituais estavam também alguns regressos como é o caso de Luis Jorge (Horticulas Team/Café Snack Bar “A Curva”) e Gilberto Carvalheiro (Team Lubecar) e ainda algumas estreias como é o caso de Patricia Gomes (Team XS5) ou do Espanhol Francisco Gutierrez (Kaki Extreme 4X4).

 

No curto prólogo disputado no sábado á tarde os pilotos puderam “aferir a temperatura da água” do Sorraia e lutarem pela melhor posição para o arranque da resistência disputada no domingo, tentando para isso obter a volta mais rápida ao circuito, neste caso uma versão reduzida da pista da resistência.   O melhor foi Vitor Matos (team Base Branca 4x4), seguido de António Henriques (Team Mister Reboques) e de Luis Jorge (Horticulas Team/Café Snack Bar “A Curva”).

 

Após uma noite de convívio, as equipas apresentaram-se à partida da resistência com fundadas ambições num bom resultado, mas também com a expetativa de uma grande corrida e muita diversão na pista desenhada pelo Moto Clube Sacho e pela APTE. 

 

As duas horas da resistência da classe Super Proto passaram “a correr”, proporcionando imagens brutais e grandes momentos de desporto motorizado, que culminaram num dos finais mais renhidos de sempre, com 4 equipas a terminarem com 12 voltas cumpridas e separadas apenas por 1 minutos 10 segundos entre 13 equipas que conseguiram obter classificação.

 

 

Luis Jorge venceu  com o tempo de 1:54:48, seguindo-se em segundo lugar e a uns escassos quatro segundos António Henriques (Team Mister Reboques) com 1:54:52.   Em  terceiro, com 1:55:21 ficou Marcelo Lopes do Team Lucrofusão, e finalmente em quarto, Adriano Santo com o tempo de 1:55:58.  Recordamos que todos deram 12 voltas ao circuito.  

Adriano Santo  (ASH TEAM) que não conseguiu obter classificação no Prologo de sábado fez uma corrida notável, tendo arrancado da ultima posição da grelha, para chegar ao quarto lugar da geral, mas sobretudo conquistar a vitória no Super Proto a Gasolina.  Já nos Diesel, o vencedor foi Luis Jorge, somando assim o segundo troféu de vencedor no Couço.

 

CLASSE PROTO: ANGELO TIAGO (TEAM HELDER TIAGO) TRIUNFA NO COUÇO

 

Apesar do domínio das equipas Portuguesas em termos de número de participantes, o primeiro líder a Classe Proto foi o Espanhol Pedro Espanã da equipa Mjneumaticos  depois de ter averbado o tempo mais rápido no prólogo disputado ao final da tarde de sábado.  Bruno Bastos (Exigente TT) e Filipe Alambre (Team Açorda) ficam sem segundo e terceiro lugares respetivamente.

 

Durante a resistência disputada na tarde de domingo os Portugueses conseguiram finalmente tomar conta das operações, sendo que Pedro España consegui também ele uma excelente prestação nesta prova ao conseguir terminar em quarto.

 

Angelo Tiago (Team Helder Tiago) foi o único piloto a conseguir somar 16 voltas, sendo assim o natural vencedor depois de uma prestação irrepreensível.   Nuno Matos ( AutoBernardo/Capitcho Team ) que tem estado ausente das pistas do CISET 4x4 na temporada de 2019, regressou para participar na prova do Couço,  assegurando o segundo lugar na resistência com 14 voltas.  Em terceiro terminou Domingos Dinis (Team Alçapões.pt) , conseguindo um resultado absolutamente notável se levarmos em consideração que a poucas horas da prova tinha o carro completamente desmontado .

 

A geral final da Classe Proto ficou ordenada tal como a classificação da resistência, com Angelo Tiago no lugar mais alto do pódio, Nuno Matos em segundo e Domingos Dinis em terceiro.

 

CLASSE PROMOÇÃO: EMILIO RUBIA (GORDOS XTREME) CONSEGUE VITÓRIA SURPREENDENTE  

 

A classe Promoção foi no Couço uma das mais animadas e divertidas, graças a uma caravana numerosa e onde dominavam os participantes Espanhóis.

 

Logo nos primeiros minutos do prólogo se percebeu que iria existir muita luta pelos melhores lugares, mas também que alguns pontos do circuito iriam dar muito que fazer ás equipas, sobretudo nas saídas das zonas de água.

 

Mais rápido em pista foi o Espanhol Emilio Rubia da equipa Gordos Extreme com o tempo de 2m12s.  Vindo de Gibraltar, Fabian Pereira (Gibextream ) ficou com o segundo lugar enquanto o Português Igor Silva (Team Igor Car/ LM4)  se quedava pelo terceiro.

 

A resistência disputada na tarde de domingo continuou com a mesma tónica de animação e competição,  mantendo-se incerteza quanto ao vencedor até mesmo ao final, pois um grande grupo de equipas rodou sempre muito junto, tendo três das quais conseguido terminar com 10 voltas cumpridas.

 

Das três equipas que deram 10 voltas, a primeira a cruzar a meta foi O Cantinho / MM6018, liderada por Carlos Oliveira. Sensivelmente 1m15s depois cruzou a meta Emilio Rubia em segundo e bastante mais atrás, em terceiro passou Luis Blanco (Team Luis Extremo).

 

Mas ao contrário do que quase sempre acontece, desta vez e nesta classe o vencedor á geral não foi o vencedor da resistência, isto porque Carlos Oliveira não pontuou no prólogo, e a não conseguir assim ir além do segundo lugar final, deixando caminho aberto para uma inesperada e muito celebrada vitória de Emilio Rubia.  Luis Blanco ocupou o terceiro lugar.

 

CLASSE FUN: LUDGERO DOMINGOS (TEAM SEM PRESSA) REGRESSA AO ATIVO APÓS COM UMA GRANDE VITÓRIA

 

Ludgero Domingos do Team Sem Pressa, vencedor da classe FUN em 2017 regressou às pistas do CISET 4x4 para participar na prova do Couço, e graças a uma muito bem planeada estratégia conseguiu uma vitória incontestável que surpreendeu a grande maioria dos seus adversários, muitos dos quais Espanhóis.

 

Tal como na classe Promoção, a luta pelos melhores lugares foi muita e bastante animada, começando no prólogo disputado aos últimos raios de sol de sábado e terminando só quando terminou a resistência disputada no domingo.

Ludgero Domingos começou a desenhar a sua vitória na geral com a conquista do melhor resultado no prologo, o que lhe garantiu a pole position no domingo.  Depois, com um ritmo rápido o suficiente para se tornar bastante difícil de alcançar foi rodando até somar as 12 voltas que lhe garantiram a vitória não só na resistência como na geral da prova. 

 

Henrique Santos (Team Tutti Frutti) que apesar de um resultado mais modesto no prólogo, conseguiu recuperar várias posições na resistência. 

 

O pódio ficou compelto com  Bruno da Cruz (Team Clinica Auto&Cruz Compressores) que subiu de sexto no prólogo até um terceiro lugar final.   

 

A prova do Couço não só cumpriu todas as expectativas em seu redor como as superou largamente , afirmando-se uma vez mais como maior evento de trial 4x4e off-road ibérico e solidificando a sua posição como marco incontornável  do calendário não só nacional como internacional.

 

Luis Pirralho, no final era um homem cansado mas muito satisfeito, e dizia-nos que: “É um orgulho poder contar com todas pessoas. Um grande obrigado a todos quantos cá estiveram desde os participantes, publico, parceiros e imprensa. Todos fazem parte deste sucesso. Foram semanas muito duras de trabalho, com muito sacrifício, mas que felizmente culminaram em mais uma grande edição do Couço.   Resta-me uma palavra final  de agradecimento para a equipa que me acompanhou e que deu tudo para que estivéssemos ao mais alto nível.   Agora precisamos todos de um merecido descanso antes de começarmos a pensar na prova da Madeira que se disputa em Agosto.

 

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019 – 11:16:14

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Publicidade

autopecasstore.pt

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...