13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

70 Automóveis alinham na Rampa Histórica do Caramulo

 

A mítica Rampa Histórica do Caramulo, uma das principais atracções do Caramulo Motorfestival, vai alinhar cerca de 70 automóveis históricos, clássicos e de competição nas categorias de Velocidade e de Regularidade já no próximo fim-de-semana (dias 7, 8 e 9 de Setembro), superando o número de concorrentes da edição de 2017.
 
O traçado da Rampa Histórica do Caramulo tem um desenho ímpar, sinuoso e bem asfaltado, que se estende ao longo de 2,8 Km. Sem curvas lentas, assume-se como uma rampa rápida, com duas rectas onde os automóveis podem atingir elevadas velocidades, terminando depois a prova no sopé da Serra. 
 
O Caramulo Motorfestival conta também com um leque de pilotos de luxo. Entre estes encontramse o italiano Valentino Balboni, Chief Test Pilot da Lamborghini desde 1968 e hoje um embaixador da marca e Cyril Neveu, o piloto francês que venceu cinco vezes o Paris-Dakar, incluindo a primeira edição da prova em 1979. 
 
O evento vai contar também com a presença de Pedro Lamy, um dos mais reconhecidos nomes do automobilismo português, tanto aquém, como além-fronteiras, e que já passou, e pontuou, na Fórmula 3000, Fórmula 1, DTM, 24 Horas de Le Mans e 24 Horas de Nürburgring assim como André Villas-Boas, que é tão conhecido pela sua paixão por automóveis clássicos e desportivos, tendo já participado em provas como a Baja Portalegre 500 de 2016 ou o mítico Rally Dakar, como pela sua carreira como treinador. 
 
A lista de pilotos convidados, tanto em quatro como em duas rodas, inclui ainda nomes como José Pedro fontes, Francisco Sande e Castro, Joaquim Rino, Mário Barbosa, Pedro Salvador, Rosário Sottomayor, Carlos Palma, Filipe Lourenço, Miguel Bilhota ou Dinis Borges.
 
Na lista de inscritos da Rampa Histórica do Caramulo destaca-se a presença de cinco equipas femininas assim como equipas de nacionalidades, além da participação de um trio de Ferraris dos anos 50 como nunca antes visto em Portugal.
 
O mais antigo é o Ferrari 166 MM Barchetta Touring de 1950, o primeiro modelo da marca a entrar em Portugal, em 1950, e que se encontra fora do país há 55 anos, regressando agora a casa para participar, e brilhar, no Caramulo Motorfestival. 
 
O segundo é o Ferrari 195 Inter Vignale, de 1951, o primeiro automóvel de turismo fabricado pela casa de Maranello, cujo número total de chassis não ultrapassou os 26, uma das mais apreciadas foi a desenhada por Vignale.
 
Por fim, o Ferrari 500 Mondial de 1955, tipo “barchetta”, com uma carroçaria Scaglietti, um raríssimo automóvel que terá na Rampa Histórica do Caramulo a sua estreia em provas e eventos desportivos nacionais. Repleto de história, este automóvel de competição é um dos modelos da marca mais raros do mundo, sendo que o exemplar em questão é considerado como um dos mais originais, mantendo ainda o seu motor de fábrica. 
 
O Caramulo Motorfestival é organizado pelo Museu do Caramulo e pelo Automóvel Club de Portugal e conta com o apoio do Museu do Caramulo, Automóvel Club de Portugal, Bentley, Castrol, Sagres Sem Álcool, Carglass, Martin Miller’s, Strong Charon, Ascendum, Câmara Municipal de Tondela, Turismo do Centro, rádio M80, Jornal dos Clássicos e Banco BPI.

 


 

terça-feira, 25 de setembro de 2018 – 05:32:04

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...