14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Citroën Racing no Rali do Chile (Etapa 3): C3 WRC com sexto pódio consecutivo graças ao 2º lugar de Ogier-Ingrassia

 

 

Mais uma vez na linha da frente nesta sua descoberta dos desafios chilenos, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia continuam a sua impressionante série de pódios, com um segundo lugar conquistado com muita luta ao volante de um C3 WRC ainda mais otimizado pelos homens do Citroën Total World Rally Team, desde a Argentina. Este desempenho permitiu-lhes recuperar a liderança do campeonato. Cada vez mais confortáveis com o passar dos quilómetros, Esapekka Lappi e Janne Ferm, sextos à Geral no final do rali, completaram a boa prestação da equipa.

 

Com novas Especiais curtas e rápidas para descobrir ao ritmo da corrida, este última Etapa apresentava, desde logo, bastantes dificuldades, mas tornou-se ainda mais difícil graças à elevada humidade após a queda de alguma chuva no dia anterior. Nessas circunstâncias, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia viram a sua vantagem para o terceiro lugar ficar em apenas 1,1 segundos. Os sêxtuplos campeões do mundo mostraram, então, um grau de performance do qual só eles sabem o segredo: totalmente concentrados em cada segundo ao longo dos 18,6 km da Especial de Lircay, a mais estreita do rali, venceram a sua segunda Especial deste fim de semana, com 4,2 segundos de margem para o seu rival mais direto. A dupla francesa geriu bem essa vantagem para terminar o rali em segundo lugar e, assim, rubricar seu quinto pódio em seis corridas, após as vitórias em Monte-Carlo e no México, o segundo lugar na Córsega e o terceiro posto na Argentina.

 

 

Com os quatro pontos igualmente conquistados na Power Stage, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia saem do Chile no comando do campeonato, com dez pontos de vantagem sobre o segundo classificado. Este sexto pódio, em igual número de corridas nesta temporada, a que se junta a 6ª posição de Lappi - Ferm, valeu também ao Citroën Total World Rally Team uma forte aproximação ao segundo lugar na Classificação de Construtores.

 

Tendo pela frente estradas florestais bastante molhadas devido à chuva que caiu antes da partida, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia instalaram-se de imediato no segundo lugar logo no primeiro dia. E se a manhã do segundo dia provou ser ainda mais difícil, a formação francesa, em colaboração com a equipa, soube reagir na perfeição nas passagens da parte da tarde, vencendo uma Especial e obtendo o terceiro melhor noutra, tendo, assim, duplicado a sua vantagem em relação ao terceiro classificado. Infelizmente, o nevoeiro e a chuva apareceram no final da última especial de sábado, e os seus rivais diretos conseguiram diminuir a diferença e voltar à luta pelo 2º posto à partida para o último dia.

 

 

Depois de um início de corrida cauteloso e aplicado, Esapekka Lappi e Janne FERM recuperaram e ficaram a apenas 10,3 segundos do quinto posto após um terceiro melhor tempo na última Especial de sábado. Nesta última Etapa (domingo), a dupla escandinava confirmou o seu constante progresso, registando um quinto e um quarto melhores tempos. Os seus tempos parciais também foram promissores na Power Stage, apesar de um pequeno erro, mas conseguiram manter a calma e terminar o rali no sexto posto. Este é um resultado encorajador sobre o qual agora poderão capitalizar, a fim de iniciar a próxima ronda, o Rali de Portugal, em melhores condições.

 

Empenhados numa renhida luta pela vitória em WRC2 Pro, até que um ligeiro problema nos travões os fez perder tempo durante a manhã de sábado, Mads Ostberg e Torstein Eriksen tiveram de se contentar com o segundo lugar final. Mesmo assim, os noruegueses venceram 12 das 16 Especiais possíveis, dando, mais uma vez, provas da competitividade do C3 R5.

 

O QUE ELES DISSERAM…

 

 

Sébastien Ogier, Piloto do Citroën Total WRT

"Este pódio é mais uma confirmação do nosso bom começo de época. Temos sido muito consistentes e os pontos são importantes para o campeonato. Não foi um fim de semana fácil, no entanto, apesar de as coisas terem mudado para melhor após a Assistência de sábado, a meio da Etapa. Mais uma vez, tirámos o melhor partido possível das potencialidades do C3 WRC. Precisamos agora de desenvolver ainda mais o carro para conseguirmos ser mais competitivos em situações de baixa aderência.

 

 

Esappeka Lappi, Piloto do Citroën Total WRT

"Tivemos um começo difícil, mas, pouco a pouco, conseguimos fazer progressos. Também conseguimos melhorar a configuração do C3 WRC C3, juntamente com a equipa, e o nosso ritmo começou a ser bastante consistente durante a última etapa. Espero sinceramente que possamos continuar a progredir desta forma nos nossos próximos ralis. Em todo o caso, acabou por ser um fim de semana positivo em termos do meu sentimento de confiança."

 

DUAS PERGUNTAS A PIERRE BUDAR, DIRETOR DA CITROËN RACING

 

Que balanço faz desta sexta jornada?

“Foi, claramente, um fim de semana positivo, com o excelente segundo lugar alcançado pelo Sébastien e pelo Julien. Eles foram, mais uma vez, muito eficazes no ataque nestas Especiais totalmente novas, que requeriam uma boa dose de habituação. A sua perseverança foi recompensada com um bom resultado que os coloca de novo no topo da classificação. O outro fator de satisfação é o nível de rendimento obtido pelo Esapekka e Janne. Eles revelaram uma performance inteligente e amadurecida para garantir que terminavam a corrida, depois de, gradualmente, terem aumentado o seu ritmo. Tudo isto são bons augúrios para o resto do ano, especialmente porque agora vamos ter uma sucessão de provas que eles conhecem melhor. Acho que também ficou claro que fomos capazes de reagir e introduzir alguns pequenos melhoramentos, que deram certo, no curto espaço de tempo disponível entre a Argentina e o Chile. Dito isto, estamos plenamente conscientes de que estas mudanças não são ainda suficientes para lutar com as equipas mais rápidas em todas as condições, mas vamos intensificar os nossos esforços no sentido de continuar a melhorar o nosso rendimento e competitividade.

 

O que pensa desta primeira incursão do Rali do Chile no WRC?

Acho que o evento constitui uma mais-valia para o Campeonato. Tendo conduzido nos Especiais durante os reconhecimentos, devo que dizer que os troços cronometrados são realmente muito interessantes. As estradas são rápidas e ondulantes, mas são também muito variadas. Também fomos muito bem recebidos pelos fãs locais. Estiveram especialmente efusivos e entusiasmados na cerimónia de partida e no final do rali, mas também estiveram presentes em grande número nas Especiais e nas Zonas de Assistência.

 

O PONTO ALTO DO FIM DE SEMANA

 

 

Na manhã de domingo, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia venceram a Especial de Lircay (ES14) com 4,2 segundos de avanço, e garantiram aí o seu segundo lugar final. Foi assim que, mais uma vez, a formação francesa mostrou a sua enorme capacidade para registar notas de navegação extremamente precisas, bem como o seu talento para atacar apenas e somente no momento certo. O piloto do C3 WRC com o número 1 explica tudo:

 

"Obviamente, nem é preciso dizer que eu e o Julien damos o nosso máximo em todas as Especiais. Embora nem sempre estejamos aptos a lutar em pé de igualdade com as formações mais rápidas em Especiais mais técnicas e em condições de baixa aderência, eu sabia que a ES14 e a ES15 eram o tipo de Especiais que mais se adaptavam ao nosso estilo competitivo. Eram Especiais muito rápidas, onde, pela primeira vez neste fim de semana atingimos velocidades médias acima de 100 km/h, condições que também sabemos serem favoráveis para o C3 WRC. Portanto, não podíamos dar-nos ao luxo de perder essa oportunidade. Principalmente porque tínhamos acabado de cair quatro segundos na primeira Especial do dia. Era preciso reagir e lutar, e foi exatamente isso que fizemos."

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória)

  1. Tänak / Järveoja (Toyota Yaris WRC) 3h15’53’’8
  2. Ogier / Ingrassia (Citroën C3 WRC) +23’’1
  3. Loeb / Elena (Hyundai i20 WRC) +30’’2
  4. Evans / Martin (Ford Fiesta WRC) +1’36’’7
  5. Suninen / Salminen (Ford Fiesta WRC) +3’15’’6
  6. Lappi / Ferm (Citroën C3 WRC) +3’45’’4
  7. Mikkelsen / Jaeger (Hyundai i20 WRC) +4’39’’0
  8. Meeke / Marshall (Toyota Yaris WRC) + 7’33’’4
  9. Rovanperä / Halttunen (Skoda Fabia R5) + 7’52’’5
  10. Ostberg / Eriksen (Citroën C3 R5) +8’16’’1

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS

  1. Sébastien Ogier – 122 pontos
  2. Ott Tänak – 112 pontos
  3. Thierry Neuville – 110 pontos
  4. Kris Meeke – 59 pontos
  5. Elfyn Evans – 55 pontos
  6. Sébastien Loeb – 39 pontos
  7. Andreas Mikkelsen – 36 pontos
  8. Esapekka Lappi – 34 pontos
  9. Jari-Matti Latvala – 32 pontos
  10. Teemu Suninen – 30 pontos

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE CONSTRUTORES

  1. Hyundai WRT – 178 pontos
  2. Toyota Gazoo Racing – 149 pontos
  3. Citroën Total WRT – 143 pontos
  4. M-Sport Ford WRT – 100 pontos

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 24 de outubro de 2019 – 05:27:05

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...