13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Haas F1 Team: Grande Prémio do Japão

 

Evento:  Grande Prémio do Japão (17º Round de 21)

Data:  Domingo, 7 de Outubro

Local:  Suzuka Circuit

Layout:  5,807 quilómetros, 18 curvas

Condições Climatéricas:  Sol

Temperatura do Ar:  27,7-29,2 ºC

Temperatura da Pista:  34,5-39,3ºC

Vencedor:  Lewis Hamilton da Mercedes

Haas F1 Team:  

●  Romain Grosjean – Arrancou de 5º, terminou em 8º (completou 53/53 voltas)

●  Kevin Magnussen – Arrancou de 12º, abandonou (Acidente, completou 8/53 voltas)

 

A Haas F1 Team ganhou três pontos à quarta classificada do Campeonato de Construtores, a Renault, uma vez que Romain Grosjean garantiu o oitavo posto no Grande Prémio do Japão, que se disputou este domingo no Suzuka Circuit. O seu colega de equipa, Kevin Magnussen, não se classificou, depois de um furo no pneu traseiro/esquerdo ter danificado o seu carro em demasia para que fosse possível continuar.

 

A equipa americana continua no quinto lugar do Campeonato de Construtores, mas reduziu a desvantagem para a Renault para apenas oito pontos, depois de Grosjean ter assegurado o seu quinto resultado nos pontos na temporada deste ano do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1. A Haas F1 Team estendeu também a sua vantagem face à sexta classificada, a McLaren, para vinte e seis pontos.

 

Grosjean iniciou a corrida de cinquenta e três volta ao circuito de 5,807 quilómetros e dezoito curvas que abriu em 1962 como uma pista de testes da Honda no quinto lugar. Um bom arranque permitiu a Grosjean manter a sua posição até que Sebastian Vettel o ultrapassou na curva doze, entre o gancho e a Spoon.

 

Grosjean regressou aos cinco primeiros na oitava volta, quando Vettel chocou com o Red Bull de Max Verstappen, enviando Vettel para um pião. O quinto posto foi durou pouco, porém, uma vez que o segundo Red Bull, pilotado por Daniel Ricciardo, ultrapassou Grosjean na chicane.

 

Grosjean continuou a oscilar entre quinto e sexto, uma vez que Kimi Raikkonen entrou nas boxes quando estavam decorridas dezassete voltas, permitindo a Grosjean subir novamente a quinto. Mas assim que Raikkonen saiu da boxes, encheu os espelhos do Haas VF-18 de Grosjean. Raikkonen acabou por ultrapassar Grosjean na vigésima terceira volta, enviando-o novamente para sexto.

 

Com os pneus Pirelli P Zero Amarelo/Macio com que Grosjean iniciou a corrida a evidenciarem desgaste, Grosjean entrou nas boxes na vigésima nona volta, montando médios, que o levariam até ao final da corrida. Perdeu apenas um lugar, saindo das boxes á frente do Force India de Sérgio Pérez.

 

Grosjean reassumiu o sexto lugar, quando Carlos Sainz parou nas boxes com o seu Renault, estavam trinta e duas voltas completadas, mas numa repetição do que acontecera antes, não durou muito, uma vez que Vettel, em recuperação, voltou a conquistar o sexto lugar, na entrada para Spoon, enviando Grosjean para sétimo.

 

Um breve período de Safety-Car Virtual surgiu na quadragésima primeira volta, mas a prova foi reassumida na volta seguinte, e Pérez rapidamente passou a pressionar Grosjean. Pérez lançou um ataque na chicane, subindo a sétimo. Pouco depois, o colega de Pérez, Esteban Ocon, estava de olho no oitavo lugar de Grosjean. Grosjean conseguiu manter a posição para conquistar para a Haas F1 Team o décimo primeiro resultado nos pontos da temporada.

 

Os quatro pontos garantidos por Grosjean no Grande Prémio do Japão permite-lhe somar trinta e um pontos, o máximo que alcançou com a Haas F1 Team em três anos com a equipa. Grosjean alcançou vinte e nove pontos em 2016 e vinte e oito o ano passado.

 

Lewis Hamilton venceu o trigésimo Grande Prémio do Japão, depois de arrancar da pole-position, a septuagésima primeira da sua carreira de Fórmula 1, a nona desta temporada e a quarta consecutiva. Hamilton bateu o seu colega de equipa na Mercedes, Valtteri Bottas, por 12,919s para assegurar a sua quarta vitória em Suzuka e manter o recente domínio da Mercedes nesta pista, uma vez que nenhuma outra equipa vence o Grande Prémio do Japão desde 2013. Hamilton venceu em 2014, 2015 e 2017.

 

A vitória de Hamilton juntamente com o sexto lugar de Vettel, permite a Hamilton estender a sua vantagem na liderança para sessenta e sete pontos no Campeonato de Construtores.

 

Magnussen está no oitavo lugar do Campeonato de Construtores, com cinquenta e três pontos, e Grosjean está em décimo terceiro, com trinta e um.

 

Com apenas quatro corridas por disputar, o próximo evento será o Grande Prémio dos Estados Unidos da América, que se realiza no Circuit of the Americas, em Austin, Texas, a 21 de Outubro.

 

Romain Grosjean

“Temos de analisar o que aconteceu com o recomeço após o Safety-Car Virtual. Estava dentro do meu tempo e o Pérez ultrapassou-me rapidamente, quando anteriormente tinha uma vantagem de 2,4s. Temos de verificar se não existe um problema com o sistema. Pensava ter feito tudo do meu lado. Demos o nosso melhor. Tivemos algumas pequenas contrariedade com o carro, o que não facilitou a nossa vida. Penso que sem isso, teríamos o ritmo para ficar à frente deles. Vamos para a próxima corrida.”

 

 Kevin Magnussen

“Bem, passei o Charles (Leclerc) por fora na 130R, depois, na chicane, ele manteve-se próximo e veio no meu cone de aspiração na recta da meta. Fui para a direita, penso que ele me seguiu e depois foi para a esquerda e tocou no meu pneu traseiro/esquerdo, furando-o. Foi azar, mas por vezes acontece. O pneu delaminou e estragou o fundo plano, asa traseira, as condutas de arrefecimento para os travões, etc. Tivemos de abandonar.”

 

Guenther Stein (Team Principal)

“Não foi o melhor dos dias para nós. O incidente com o Kevin, quando o Leclerc lhe bateu, atirou-o para fora de prova, portanto, ficámos apenas com um carro. Grosjean teve alguns problemas no seu carro, com a telemetria e com o seu comportamento. O carro fugia para um dos lados nas rectas. A determinado ponto, pensámos que ele tinha um furo, mas felizmente não. Depois, tivemos o incidente em que foi ultrapassado pelo Pérez na situação de Safety-Car Virtual e temos de perceber o que se passou. O aspecto positivo é que diminuímos a nossa desvantagem para a Renault em três pontos e espero recuperar o resto nas restantes quatro corridas.”

 

O décimo oitavo round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio dos Estados Unidos da América e disputa-se no Circuit of the Americas. Os treinos-livres iniciam-se no dia 19 de Outubro, a qualificação realiza-se no dia 20 e a corrida terá o seu arranque a 21.

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 18 de junho de 2019 – 01:01:45

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...