14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Álvaro Parente protagoniza recuperação

 

 

Álvaro Parente esteve hoje em destaque e, uma vez mais, mostrou o porquê de ser um dos melhores pilotos de GT do mundo, ao protagonizar uma recuperação que o levou até ao segundo posto na segunda corrida da ronda de Watkins Glen, Estados Unidos da América, do Blancpain GT World Challenge.
 
A corrida de hora e meia foi iniciada por Andy Soucek, que arrancou do sétimo lugar, e, depois de ter perdido um lugar no arranque, conseguiu subir a sexto. Apesar das suas tentativas em subir mais posições, o espanhol acabaria por entregar ao português o Bentley Continental GT3 número nove nessa posição, a mais de nove segundos dos líderes.
 
Contudo, a K-PAX Racing jogou agressivamente estrategicamente, chamando Andy Soucek no início da abertura da janela de troca de pilotos, tentando realizar o “undercut”. Mas para isso, era necessário que a equipa realizasse uma boa paragem nas boxes e que Álvaro Parente efectuasse uma volta de saída nas boxes rápida.
 
A operação nas boxes foi realizada de forma magistral e o piloto português respondeu de forma extraordinária, assinando uma volta de saída que lhe permitiu ganhar mais de um segundo aos seus rivais durante o mesmo exercício.
 
Quando fechou a janela de troca de pilotos, Álvaro Parente estava já em quarto, mas estava determinado em ganhar mais posições, suplantando mais um adversário em pista, para subir a terceiro.
 
Com um ritmo intenso, colou-se aos dois primeiros, pressionando o segundo classificado de todas as formas, que por sua vez, estava a tentar reconquistar a liderança. Este acabaria por ultrapassar o primeiro classificado, que seria suplantado por Álvaro Parente logo de seguida, voltando a assistir-se a um duelo entre o português e o seu rival na luta pelo título.

 


 
O piloto da K-PAX Racing tudo tentou para alcançar o primeiro lugar, mas o seu adversário defendeu-se bem, acabando o piloto do Porto por ter de se contentar com o segundo lugar final. Se antes da corrida nos oferecessem um resultado no pódio, aceitaríamos de imediato, dado que a arrancar de sétimo, tínhamos uma prova muito difícil pela frente. Porém, a equipa esteve muito bem estrategicamente, foi perfeita no trabalho de boxes e

o carro estava fantástico. Ataquei assim que sai das boxes e ganhámos muitas posições e muito tempo. Dei o máximo para ganhar, mas o meu oponente defendeu-se muito bem e não me foi possível colocar-me em posição de o tentar ultrapassar. Foi o máximo a que poderíamos aspirar, hoje, afirmou Álvaro Parente.
 
Com o triunfo de Toni Vilander / Daniel Serra (Ferrari), o piloto finlandês destacou-se no comando do Campeonato de Pilotos, tendo uma vantagem de vinte e oito pontos, quando faltam dois eventos e quatro corridas.
 
No entanto, Álvaro Parente está determinado e não baixa desarma. Não foi o fim-de-semana que queríamos. Tínhamos andamento para vencermos, mas pequenas contrariedades e algum azar impediram-nos de concretizar o nosso potencial, que passava por conquistar vitórias. Perdemos pontos para os nossos rivais na luta pelo título, mas ainda não estamos derrotados. Vamos para as próximas provas com determinação para triunfar e conquistar o ceptro deste ano, que é o nosso objectivo, concluiu o Campeão do Pirelli World Challenge de 2016.
 
A próxima ronda do Blancpain GT World Challenge America realiza-se nos dias 20, 21 e 22 de Setembro em Road América.

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 18 de outubro de 2019 – 19:26:51

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...