15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

México é o desafio que se segue para Félix da Costa este fim-de-semana

 

 

Depois do excelente 2º lugar alcançado na prova de Santiago do Chile, António Félix da Costa disputa este fim-de-semana a 4ª corrida da temporada da Fórmula E, que tem lugar no autódromo Hermanos Rodrigues, no México,
um dos circuitos mais rápidos do calendário e também com mais altitude, com 2.250m acima do nível do mar.
 
 
Para o piloto Português trata-se de um traçado que traz boas memórias, no qual Félix da Costa foi 2º classificado no ano passado. Ainda que a pista tenha sofrido algumas alterações ao nível de desenho do traçado, AFC mostra-se motivado e confiante para o fim-de-semana que se avizinha: "depois do fim-de-semana de Santiago, reunimos com os engenheiros, como sempre fazemos, e analisámos as áreas que estivemos fortes mas também os pontos a melhorar. A palavra de ordem é trabalho e queremos manter-nos fortes em performance, mas sabemos que temos de melhorar na gestão de energia e sobretudo das temperaturas das baterias, algo que tem um papel fundamental na Fórmula E. O nível da Fórmula E está muito alto, com mutas equipas a evoluírem os seus carros e cada vez mais competitivas, mas encaro este fim-de-semana com otimismo, queremos trazer bons pontos para casa e se possível estar na luta pelos lugares do pódio", afirmou o piloto que ostenta no seu carro o nº 13, ao serviço da equipa DS Techeetah. 
 
Pelo que se viu até ao momento, a competitividade é a nota dominante no plantel da Fórmula E, com três vencedores diferentes em três corridas até agora disputadas. Assim a batalha entre as equipas deverá manter-se, com a DS, a Mercedes, Porsche, BMW, Audi, Jaguar e mesmo a Nissan, todas elas capazes de lutar pelas vitórias.
 
Quanto ao circuito, como já referido sofreu alterações em relação à época passada, com uma mistura de curvas longas e retas grandes, até chegar à conhecida zona do estádio, uma das mais espetaculares de se ver na Fórmula E. 
 
Um total de dezasseis curvas, num circuito que se esperam muitas ultrapassagens, com a questão da elevada altitude do traçado a ser um grande desafio para os engenheiros e para as equipas, na gestão de temperaturas e
energia das baterias.
 
Como habitualmente, o programa do fim-de-semana inicia-se na 6ª feira, com uma sessão de conhecimento de pista. No Sábado começa a verdadeira ação, com duas sessões de treinos livres, seguidas da qualificação, que poderá ser acompanhada em direto no Eurosport a partir das 17:35. Mais tarde, tem lugar a corrida, composta por 45 minutos mais uma volta, que será transmitida também em direto no Eurosport a partir das 21.55 (horas Portuguesa). 

 

 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 1 de outubro de 2020 – 12:44:36

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 12 Horas do Estoril - Pitlane-Treinos Livres
 
publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...