13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

39.º GP ABIMOTA / Altice - Xuban Errazkin vence em Mortágua mas Amarela continua com Raúl Alarcón

 

 

Xuban Errazkin (Vito-Feirense-Blackjack) é o vencedor, isolado, da quarta e penúltima etapa do 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice, que chegou hoje a Mortágua após 184,4 km percorridos a temperaturas que rondaram sempre os 30 graus. Raúl Alarcón (W52-FC Porto) defendeu a Camisola Amarela e continua a ser o líder da prova.
 
Hoje, dia 16, realizou-se a mais longa tirada do Grande Prémio ABIMOTA / Altice, entre Almeida e Mortágua, que à semelhança do dia anterior foi disputada com ataques do início ao fim, onde se registou a formação de vários grupos e uma fuga que contou com oito corredores e que viria a dar origem a um grupo com 30 homens, formado no final e de onde sairia o vitorioso Xuban Errazkin. O comando do pelotão foi assumido grande parte da corrida pela equipa Aviludo-Louletano-Uli, passando depois para a W52-FC Porto, vindo ainda a Efapel, já nos derradeiros quilómetros, mudar de novo a situação. Isto porque a fuga do basco, como não veio perturbar a defesa da Camisola Amarela, levou a W52-FC Porto a limitar-se a controlar o avanço conseguido pelo corredor do Vito-Feirense-Blackjack.

Mas foi a cerca de 20 km do final que o pelotão foi surpreendido pelo ataque de Xuban Errazkin, que trazia a Camisola Branca vestida, por ser líder da Geral Juventude. Um ataque certeiro e que acabaria por dar-lhe a vitória, ao cortar a linha da meta em primeiro lugar e isolado, na Avenida dos Bombeiros Voluntários, em Mortágua, com oito segundos de vantagem sobre o campeão nacional de Sub-23 Francisco Campos (Miranda-Mortágua), que liderava o pelotão e terminou assim na segunda posição. Seguiu-se Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), com o mesmo tempo, que lhe daria o terceiro lugar da classificação na tirada do dia.  
 

Muito emocionado e sem conseguir sequer falar, enquanto secava as lágrimas de alegria o espanhol Sub-23 e de origem basca soltava as primeiras palavras. “Decidi tentar a fuga e correu bem. Estou muito emocionado porque em pouco mais de um ano sofri duas fraturas e estou muito feliz por ter dado a volta e estar aqui, a celebrar esta vitória”. O corredor do Vito-Feirense-Blackjack, que explicou ter acabado por ficar sozinho, devido à queda em que pelo menos três colegas estiveram envolvidos, tinha noção que vencer a etapa seria complicado, “porque não havia muita montanha, mas houve coragem para tentar e correu bem”. Após desfrutar a vitória, para amanhã o espanhol assume que a equipa vai lutar pela Geral. Contudo, “para já estou muito feliz com o dia de hoje e quero aproveitar e concentrar-me nisso”.
 
 
Raúl Alarcón, que permanece na liderança do 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice, disse que a penúltima etapa foi “outra vez muito dura, com vários ataques das equipas adversárias e onde os meus colegas fizeram um trabalho impressionante. Somos apenas quatro e na verdade estou muito feliz com o trabalho que está a ser feito e vamos ver como corre amanhã”. O espanhol dos dragões diz que os três corredores que o acompanham são “muito jovens”, mas, defende, “cada um vale por três e estão a fazer um trabalho incrível. Hoje estiveram comigo até ao final, não esqueço o que estão a fazer por mim neste Grande Prémio ABIMOTA / Altice. Vamos tentar levar a Amarela até ao fim. Contudo, com as bonificações da chegada e a meta volante tornase mais perigoso para a equipa. E também não posso arriscar muito porque não quero ter outra queda, tendo em conta que o meu objetivo é a Volta a Portugal”, explicou.  

Olhando para a Classificação Geral verificam-se algumas mexidas.
 
Tendo Luís Mendonça conquistado uma bonificação, que em conjunto com a bonificação na meta volante de Vilar Formoso contribuiu para que se aproximasse de Raúl Alarcón, acabaria por de nada lhe valer, porque desceu para a terceira posição na Geral Individual, ficando agora a 16 segundos do líder azul e branco em virtude de ter sofrido uma penalização de 10 segundos pelo Colégio de Comissários. Quem ocupa agora o segundo lugar da Geral é Oscar Pelegri (Rádio Popular-Boavista), que está a 15 segundos do líder do 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice. 
 

Luís Mendonça continua, ainda assim, na liderança da Classificação por Pontos, estando o colega de equipa David de la Fuente no primeiro lugar da Geral Montanha, ao ter vencido hoje duas das três contagens de montanha da etapa. O vencedor do dia, Xuban Errazkin, continua na frente da Classificação da Juventude. Pedro Paulinho (Efapel) é o homem na frente das metas volantes e é a Rádio Popular-Boavista que está na dianteira da Classificação Geral por Equipas
 
O diretor da prova, Vital Almeida, lembrou que já se sabia que esta seria uma tirada “longa e com muito sobe e desce”, dificultando o trabalho dos corredores e tornando a etapa bastante movimentada. “Houve competição a sério e agora resta esperar pelo dia de amanhã. Contudo, hoje tínhamos noção que não ia ser fácil”, frisou. A queda, que lamentavelmente envolveu sete corredores, foi um dos registos do dia, “mas infelizmente são circunstâncias da prova e os meios estavam todos reunidos como estão sempre no Grande Prémio ABIMOTA / Altice, para acudir estas situações. Desejamos as melhoras aos corredores que inspirem maiores cuidados, e que regressem à estrada o mais rápido possível”, concluiu.    
 
Comunicado da Organização 

É Anadia que recebe amanhã, domingo, a partida para o último dia da prova. Estão reservados 156,3 km para a última tirada, que sai às 12.25 horas da Praça do Município de Anadia para seguir viagem até Águeda, que, como não podia deixar de ser, vai aplaudir e brindar sobre a linha da meta o final do 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice. É da Avenida 25 de Abril que vão ecoar os aplausos do público presente, a partir das 16.15 horas, para consagrar o vencedor da 39.ª edição do Grande Prémio ABIMOTA / Altice.

Uma das provas em atividade mais antigas do calendário velocipédico nacional, o Grande Prémio ABIMOTA / Altice conta pelo segundo ano consecutivo com a Altice Portugal como patrocinador principal. Beneficiando da sua posição de liderança no setor das comunicações em Portugal, a Altice Portugal proporciona aos seus clientes a melhor infraestrutura, a melhor rede comercial e o melhor portefólio, permitindo-lhes atuar nos seus setores com a eficácia, o pioneirismo, o espírito de equipa e a liderança que o desporto preconiza e estimula.

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 17 de novembro de 2018 – 22:04:10

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...