13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Campeonato Nacional de Estrada - Daniela Reis faz a dobradinha em Belmonte

 

 

Daniela Reis (Doltcini-Van Eyck Sport) conquistou hoje, em Belmonte, a prova de fundo do Campeonato Nacional de Estrada, fazendo o pleno, depois de ontem ser sido campeã nacional de contrarrelógio.

 

A corredora torriense atacou na primeira das cinco voltas e apenas Maria Martins (Sopela Women’s Team) conseguiu responder, embora revelando dificuldade nos pontos mais inclinados do circuito de 21,4 quilómetros.

 

 

Daniela Reis acabou por deixar Maria Martins irremediavelmente para trás na entrada para a derradeira volta, fechando os 107 quilómetros isolada. Maria Martins foi a segunda classificada, a 5m28s da vencedora. A campeã nacional de 2017, Celina Carpinteiro (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ), desceu dois degraus no pódio, terminando no terceiro posto, com mais 12m25s do que a primeira classificada.

 

 

“Quis testar as minhas adversárias na primeira subida para Belmonte e fiquei sozinha com a Maria Martins. A partir daí, sabendo que estava mais forte do que ela na subida e porque ainda faltavam 80 quilómetros para fim, não me servia de nada ficar sozinha na frente. Fomos gerindo a corrida as duas. Na última volta ataquei na subida para poder chegar sozinha”, descreve Daniela Reis sobre o triunfo categórico.

 

A vitória nas duas corridas do fim de semana foi um objetivo da época vencido com distinção por Daniela Reis, que espera colher frutos do sucesso durante o próximo ano. “Nas corridas internacionais nota-se muito a diferença no impacto junto dos adeptos quando se tem a camisola de campeã ou quando não se tem. Ser campeã é muito valorizado e é também uma forma de mostrarmos ao mundo que Portugal tem uma palavra a dizer no ciclismo feminino”, explica a campeã nacional.

 

 

A cadete Daniela Campos (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ) assinou uma das melhores prestações de todo o pelotão feminino neste sábado, vencendo folgadamente o título de cadetes e sendo a terceira melhor em termos absolutos quando estavam percorridos 64,2 quilómetros. Ou seja, quando Daniela Campos terminou a corrida, apenas duas outras ciclistas rodavam mais adiantadas, Daniela Reis e Maria Martins.

 

Daniela Campos conquistou, pelo segundo ano consecutivo, o título nacional de fundo, relegando duas ciclistas da equipa Maiatos/Reabnorte para as posições imediatas, Rafaela Ramalho, que gastou mais 6m52s, e Beatriz Roxo, que ficou a 8m09s.

 

As juniores percorreram 85,6 quilómetros, durante os quais Raquel Queirós (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão) marcou a diferença para a concorrência, ganhando com uma vantagem de 6m50s sobre Joana Vinagre (Bairrada) e de 18m50s relativamente a Nádia Henrique (Mato Cheirinhos/Vila Galé/Etopi).

 

Entre as veteranas destacou-se Raquel Marques (ASC/Focus Team/Vila do Conde), que venceu isolada a corrida de master 30. A segunda classificada foi Nádia Mendes (Transfor-Fátima BTT), a 43 segundos, e a terceira Inês Trancoso (Maiatos/Reabnorte), a 2m09s.

 

Filomena Paulo (ACD Milharado/EC Manuel Martins) conquistou o título de master 40, batendo Ana Neves (Bike & Nutrition Shop) por 4m42s e Lígia Maia (ASC/Focus Team/Vila do Conde) por 22m22s.

 

Master 50 foi a única categoria sem um número de participantes suficiente para atribuição de título de campeã nacional, numa corrida com vitória de Maria Jesus (5Quinas/Município de Albufeira/CDASJ).

 

Durante a tarde de hoje decorre a prova de fundo de sub-23, que deverá terminar cerca das 19h00.

 

Fotos: João Fonseca e João Calado

 

 


 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018 – 12:58:40

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...