13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Campeonato Nacional de Estrada - Rui Oliveira conquista título com corrida à campeão

 

 

Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon) conquistou hoje o campeonato nacional de fundo em sub-23, em Belmonte, fechando em solitário os 160,4 quilómetros de prova, disputados sob calor intenso.

 

Disputada num percurso medianamente seletivo, a corrida tornou-se muito dura, devido às altas temperaturas e ao espírito atacante com que foi encarada pelos corredores, desde as primeiras pedaladas.

 

As movimentações sucederam-se nos quilómetros iniciais e, com cerca de dez quilómetros percorridos, o pelotão estava dividido em vários grupos. Entre os fugitivos que se colocaram de imediato em cabeça de corrida encontrava-se Rui Oliveira.

 

O grupo dianteiro foi ganhando elementos e, com metade do percurso deixado para trás, dezena e meia de corredores assumiam o comando das operações. A Rui Oliveira já se haviam juntado os companheiros de equipa Ivo Oliveira e João Almeida. Estes atacaram à vez, sem sucesso, perante a resposta dos adversários, entre os quais se destacaram dois corredores da Liberty Seguros-Carglass, Pedro Miguel Lopes e André Carvalho.

 

 

Rui Oliveira soube ler bem a corrida e, a 30 quilómetros da meta, isolou-se, numa altura em que os rivais já não podiam reagir, depois de se terem desgastado para impedir o sucesso das movimentações de Ivo Oliveira e de João Almeida.

 

 

O gaiense, apesar de não ter as melhores sensações, cerrou os dentes e partiu para uma vitória em solitário, a primeira de uma temporada com muitos lugares de destaque, mas que ainda não contava com qualquer triunfo. Rui Oliveira completou a prova em 4h10m34s, menos 59 segundos do que João Almeida e menos 1m35s do que André Carvalho, que o acompanharam no pódio.

 

 

“Em 2018 já fiz 15 vezes no top 10 e ainda não tinha ganho. Nunca conseguira uma medalha num Campeonato Nacional. Tinha este objetivo. Acho que foi mais o querer do que a força. Fui para a fuga desde o início, puxei de igual para igual com todos. Nunca imaginei que pudesse ganhar. A três voltas do fim, quando o Pedro Miguel Lopes vinha a puxar, eu já estava mal. Nessa altura, concluí que precisava de atacar de longe para fazer a diferença, porque se chegasse com os adversários eles seriam mais fortes. Entretanto, o Ivo e o João juntaram-se à frente e só lhes tenho a agradecer, eles foram a chave da vitória. Eu só rematei”, descreve o campeão nacional de sub-23.

 

Os gémeos Oliveira conquistaram os dois títulos de sub-23, Ivo em contrarrelógio e Rui na prova de fundo. “É o nosso último ano de sub-23 e nunca tínhamos feito grandes resultados nos nacionais. Trabalhámos bem para este sucesso. Viemos reconhecer os percursos várias vezes, tendo a sorte de o nosso irmão mais velho, ex-ciclista, nos ajudar, porque sabe ler bem corridas”, revela Rui Oliveira.

 

O Campeonato Nacional de Estrada termina neste domingo, dia em que será disputada a prova de fundo de elite. O início está marcado para as 11h00. Os corredores terão por diante uma jornada de 181,8 quilómetros.

 

Fotos: João Calado e João Fonseca

 

 


 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018 – 12:59:49

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...