13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Francisco Campos vence como gosta

 

 

Venceslau Fernandes mantém a Camisola Amarela Liberty Seguros

 

Francisco Campos (Miranda-Mortágua) venceu ao sprint a terceira etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros que ligou, esta sexta-feira, Arganil a Abrantes. O corredor de 21 anos triunfou como mais gosta numa chegada ligeiramente inclinada.“Comecei a perceber que o meu forte eram as chegadas em subida e esta era perfeita para mim. Comemorei com muita garra porque há mais de um ano que não vencia nada e é muito bom estar de volta às vitórias!”, desabafou o corredor natural de Penafiel que não esqueceu a equipa na hora da glória.“Sinto que demos uma demonstração muito segura que estamos na luta.

 

O Camisola Amarela Venceslau Fernandes  (Liberty Seguros/Carglass) fez terceiro na tirada e mantém a Camisola Amarela ganhando mais uns segundos para os adversários devido a alguns cortes de tempo no pelotão. Venceslau lidera com Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) agora a oito segundos e João Barbosa (Fortunna/Maia) a 24.“A partir do momento em que vesti a Camisola Amarela o meu foco passou a ser a geral individual”, admitiu Venceslau na véspera da etapa dupla deste sábado que tem um contrarrelógio que não o favorece“Não é a minha especialidade, mas nunca andei de Amarelo numa prova tão importante quanto esta e estou muito motivado para além de ser um orgulho enorme liderar esta competição”, concluiu.

 

Muitos ataques e no final quase “tudo como dantes, quartel-general em Abrantes”

 

À porta do fim de semana, o pelotão de Sub 23 não perdeu tempo e logo ao quilómetro quatro depois da saída de Arganil juntou-se na frente um grupo de cinco corredores que se desfez na primeira contagem de montanha na zona da Pampilhosa da Serra (24,8KM) onde esteve o próprio Camisola Amarela Venceslau Fernandes a defender e a reforçar a liderança do Prémio da Montanha, Camisola Castanha Delta Cafés, sendo já o virtual vencedor dessa classificação.

 

Os ataques e contra-ataques iniciais eram o presságio para toda a etapa com inúmeros corredores a passarem pelos grupos da frente, mas a faltarem pouco mais de 15 quilómetros para a chegada o bloco estava já compacto.Foi a escassos metros do risco de meta, após 151,5 quilómetros, que Francisco Campos atacou para deixar marca nesta Volta a Portugal do Futuro. Em Abrantes, Venceslau Fernandespara alem de liderar a prova e ser virtual vencedor da Montanha, está também na frente da classificação por Pontos, a Camisola Preta KIA.O espanhol AnderdelCastaño (Froiz) mantém a Camisola Laranja KTM da Juventude.

 

4ª e 5ª Etapas – Sábado – 7 setembro

 

O penúltimo dia de competição será composto por duas etapas. A da manhã com quase 80 quilómetros partirá de Abrantes para Castelo de Vide. No período da tarde, na quinta etapa, será feito um contrarrelógio individual curto de 8,4 km na vila alentejana, exatamente no percurso utilizado já este ano na Volta ao Alentejo e que passará junto à Ermida de Sra. da Penha na Serra de São Paulo, sobranceira a Castelo de Vide. Técnico, duro e intenso. Será assim o exercício de luta contra o cronómetro que muitos acreditam pode ajudar definitivamente a encontrar o vencedor da 26ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros.

 

 

 

 


 

quinta-feira, 20 de setembro de 2018 – 22:36:53

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...