13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Dois ciclistas Miranda-Mortágua representam Seleção Nacional Sub-23 na Ronde de l'Isard

 

 

Hugo Nunes e Jorge Magalhães são os dois ciclistas da equipa Continental UCI Miranda-Mortágua convocados pelo selecionador nacional, José Poeira, para participar na Ronde de l’Isard. Esta prova internacional de Sub-23 realiza-se em França, entre 17 e 20 de maio. A Seleção Nacional vai tentar ser protagonista numa corrida que junta seleções e equipas de desenvolvimento. 

Portugal vai competir com seis ciclistas na Ronde de l’Isard. José Poeira, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo, diz considerar que “é uma equipa homogénea, que dá garantias para uma prova de grande dificuldade”, onde a montanha vai marcar a competição. Por esse motivo, Pedro Silva, diretor desportivo da Miranda-Mortágua, reconhece em Hugo Nunes capacidades para a prova, por ser “talhada para ele devido ao percurso em alta montanha”. E recorda a “excelente prestação” do seu ciclista no ano passado. “Não fosse o azar de furar, na última etapa, poderia ter sido ainda melhor”. Recorde-se que em 2017 Hugo Nunes terminou a prova em 26.º lugar na Classificação Geral.

Já a participação de Jorge Magalhães, que corre pela primeira vez a Ronde de l’Isard, é para o diretor desportivo da Miranda-Mortágua uma experiência que vai permitir-lhe “ganhar mais capacidades e competências, porque é um ciclista mais completo, que vai ter como missão dar apoio aos colegas da Seleção”. 

Ser convocado para a Equipa Portugal para uma corrida internacional deste nível é para Hugo Nunes “muito motivador e importante para evoluir enquanto ciclista”, por tratar-se de “uma prova com muita qualidade na categoria Sub-23 e uma montra do ciclismo internacional”. Sendo a sua segunda participação consecutiva na corrida, dálhe a vantagem para “saber já com o que contar e ambicionar mais do que no ano passado. Por isso espero estar a um bom nível e cumprir com sucesso tudo o que me for pedido pelo selecionador”. 

Hugo Nunes continuou: “Todo o trabalho está feito para eu estar bem. E aqui a minha equipa tem muita influência na minha preparação, o que me ajudou muito para ter sido um dos convocados e ter acesso a estas corridas de grande importância, para um dia mais tarde, quem sabe abrir-me portas para um escalão mais alto do ciclismo”. 
 
Jorge Magalhães entende que “é sempre bom ver que o nosso trabalho, ao qual nos dedicamos diariamente, é reconhecido não só pela equipa mas também por pessoas que apesar de não acompanharem o trabalho frequentemente, estão de olho no que fazemos e sabem que estamos aptos para novas experiências. Representar a Seleção, mesmo não sendo a primeira vez, é sempre uma motivação e um orgulho para mim. Espero, assim, estar ao nível das expectativas e estou pronto para o desafio”.

A primeira etapa da Ronde de l’Isard, dia 17, quinta-feira, começa com uma ligação de 125,9 km entre Lorp-Sentaraille e Eychel, com final em alto. No segundo dia a meta volta a estar colocada em altitude, em Goulier-Neige, depois de percorridos 154,3 km desde Fonsorbes. A terceira etapa, com 153,4 km entre Lévignac e Boulogne-surGesse é a menos montanhosa. Mas a última tirada volta a ser de grande dificuldade orográfica, embora sem final em alto. Assim, a prova termina domingo, dia 20 de maio, com 152,4 km, que vão unir Salies-du-Salat a Saint-Girons. 

A Ronde de l’Isard é reconhecida como uma das mais importantes provas internacionais de Sub-23 e uma porta de acesso dos jovens ao pelotão profissional.

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 18 de novembro de 2018 – 21:08:19

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...