13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Sebastian Buhler e João Vale vencem a últimaprova do Troféu X-Trophy 2017/2018

 

Depois do adiamento da prova de Cabeceiras de Basto, agendada para o passado dia 11 de Março mas que mau tempo da altura não deixou realizar, o dia 3 de Junho surgia na mente dos promotores, organizadores e parceiros do X-Trophy como uma data segura, para a qual se esperava bom tempo com calor e céu limpo, que permitisse realizar a prova com todas as condições e ainda como bónus admirar a imponente paisagem serrana que se estende aos pés da pequena localidade de Abadim, com montes e vales para além daquilo que a vista alcança.

 

Porém, a meteorologia, controlada por alguma divindade ou apenas por pura obra do acaso proporcionou a todos quantos viajaram até à acolhedora localidade minhota um “simpático” dia de inverno em tudo idêntico a um qualquer dia 11 de Março de um qualquer ano, ofuscando por completo o facto de ser quase verão.  Nevoeiro, frio, vento e até alguma chuva foram as condições sob a quais se desenrolou o evento que encerrou a segunda edição do X-Trophy.

 

 

Mas se o clima é incontrolável, tudo o resto que podia ser controlado pela organização e seus parceiros foi de facto feito com muito empenho – (por duas vezes, em Março e agora em Junho)  para que tudo estivesse ao mais alto nível e se pudesse encerrar o troféu com chave de ouro.

 

O complemento perfeito para o muito trabalho e esforço dos organizadores é a adesão dos pilotos, o que se verificou nas moto 4 com mais uma lista de participantes que impressionava pela quantidade e qualidade.   Porém na motos de duas rodas o mesmo não se verificou, sendo mesmo esta a lista de inscritos mais curta da edição 2017/2018 do troféu, com muitos a optarem por deixarem as motos nas garagens, encontrando na distância que separa o local desta prova dos restantes locais a desculpa perfeita para não comparecem, algo que estranhamente não sucedeu entre as moto 4.

 

 

SEBASTIAN BUHLER VENCE NAS MOTOS E CONQUISTA O TITULO DE VENCEDOR NAS MOTOS

 

 

Sebastian Buhler a passar na reta da meta

 

 

Pela primeira vez em competição depois de um acidente que obrigou a uma paragem forçada nas competições, Sebastian Buhler veio até Cabeceiras de Basto fazer aquilo que sabe fazer melhor: Andar depressa e vencer.

 

O domínio avassalador do jovem piloto da Yamaha começou logo no arranque, momento e que assumiu a liderança da prova para nunca a mais largar.   O circuito desenhado pelo Arco Rotações clube, muito diferente dos demais que esta competição usou parecia bem mais pequeno do que era na realidade tal a velocidade a que  Buhler somava voltas, até ao total de 14, sendo mesmo o único piloto a conseguir fazê-lo.

 

Sem grande argumentos para conseguir fazer face ao andamento de Sebastian Buhler, os perseguidores mais próximos lutavam entre si pelos melhores lugares do pódio.  Nas duas primeiras voltas Hugo Vicente, colega de equipa do líder da prova foi quem deu a melhor réplica, mas á terceira volta começaria a afastar-se e a ceder lugares.  Por esta altura ascendeu ao segundo lugar Márcio Antunes aos comandos de uma Sherco, conseguindo conservar esta posição até final.    Marco Virtuoso, vencedor da Classe TT2 FUN, conseguiu depois de uma excelente recuperação que começou no 11º lugar da geral registado na primeira volta, terminar em terceiro da geral.

 

A prova de Cabeceiras de Basto tinha a particularidade ter pontuação bonificada e o potencial de modificar muita coisa na classificação geral, porém este não foi o caso nas Moto 2 duas rodas, pois se Buhler já era líder da competição no arranque da prova, a ausência dos principais rivais deixou caminho livre para uma vitória que de muito provável passou a certa.

 

 

JOÃO VALE VENCE NA PROVA DE ENCERRAMENTO.

 

João Vale a caminho da vitória

 

 

Não podia ter corrido da melhor forma o encerramento do Troféu X-Trophy no que diz respeito à competição reservada aos quads.   A lista de inscritos para esta prova voltou surpreender pela quantidade e qualidade e a surpreender sobretudo os mais céticos que dão a categoria como estando moribunda.   Porém com 55 pilotos à partida, onde se incluíam os principais pretendentes à vitória final não deixava margem para dúvidas de que esta seria uma prova muito disputada que pela classificação geral, quer pelas classes.

 

Determinado a vencer a prova, João Vale assumiu a liderança da prova de imediato, ao passo que os seus adversários e diretos perseguidores se iriam preocupar mais com os pontos para o troféu.Conseguindo afastar-se o suficiente para rodar longe das ameaças dos adversários João Vale dominou a corrida de inicio a fim, vencendo com naturalidade a prova.

 

Entretanto, a luta pelos lugares logo a seguir foi algo mais complicada.  Até à nona volta Firmino Salazar rodou em segundo, num resultado que até poderia ter colocado a vitória do troféu ao seu alcance, porém acabaria por se atrasar irremediavelmente e terminar apenas em sétimo.  Daniel Bernardo que ocupava a terceira posição desde a segunda volta subiria assim para segundo da geral com que haveria de terminar, uma vez que face à distância que tinha tanto da frente da corrida como do terceiro lugar, mas sobretudo de Firmino Salazar já mais atrasado e também de Joni Fonseca,  os rivais diretos na luta pelo titulo, optava por imprimir um ritmo um pouco mais conservador mas que fosse garantia dos preciosos pontos necessários para o triunfo na competição.

 

Em terceiro lugar terminaria Jacinto Lourenço, também ele a fazer uma corrida de “trás para a frente” depois de ter passado em 11º na primeira volta.

 

Os resultados obtidos nesta prova consagram Daniel Bernardo como o grande vencedor do Troféu X-Trophy 2017/2018 entre as moto 4, depois de uma edição particularmente bem disputada sempre com lista de participantes muito longas e com muitos pilotos de grande mérito.

 

Quads alinhados para as verificações

 

 

Arnaldo Martins, o grande responsável pela visita do X-Trophy até Cabeceiras de Basto era no final um homem satisfeito, depois de uma prova bem disputada e que certamente ficará na memória de todos quantos fizeram a viagem até ao norte.   Depois dos necessários agradecimentos, lamentou não poder participar na competição, ele que é um dos grande campeões nas Moto 4, mas uma vez assumido o papel de organizador não podia tomar também os comandos da sua moto.

 

 

Luís Pirralho (X-Adventure), diretor desportivo do Troféu X-Trophy:

Esta foi uma grande prova, com uma  pista que surpreendeu todos quantos cá estiveram.  Com zonas rápidas e muito largas, intercaladas com zonas técnicas e mais sinuosas, o traçado escolhido pelo organizador provou ser de grande  qualidade e mesmo com um clima de inverno conseguimos ter aqui um encerramento do troféu com chave de ouro.

A organização teve que fazer tudo em duplicado – primeiro a 11 de Março, e agora para 2 de Junho.  Foi um esforço muito grande que encontrou resposta sobretudo na grande adesão pilotos de Moto 4.

Esperamos poder regressar em 2019, sendo esse desejo partilhado também pelo clube organizador e pelo Município.

Segue-se agora um período de muito trabalho e negociações não só com vários organizadores mas também com a Federação de Motociclismo de Portugal para podermos avançar com a terceira edição do X-Trophy já a partir de Novembro próximo.

 

 

O X-TROPHY CABECEIRAS DE BASTO 2018, foi organizado pelo Arco Rotações Clube, com o apoio do Múnicipio de Cabeceiras de Basto, da Freguesia de Abadim, da Comissão de Baldios, da Auto Miranda, Bastauto, Frutaria Bom Dia, Caneiro Lda, e Incógnito

 

O X-Trophy é um troféu promovido pela X-Adventure,  com o apoio da Federação de Motociclismo de Portugal, do TR4 Digital, do Todoterreno.pt e da Rally-Raid Network.

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 17 de novembro de 2018 – 09:22:24

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...