14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Azores Airlines Pro 2019 - Vasco Ribeiro junta-se a Frederico Morais e Afonso Antunes na terceira fase

 

Rajadas fortíssimas de vento encurtaram hoje o quarto dia do Azores Airlines Pro 2019, que voltou a  contar com ondas bem formadas, de meio metro a um metro, revelando uma forte tendência para aumentar de tamanho a partir da tarde.

 

O dia começou cedo, com a realização das quatro baterias em falta do segundo round. Nas duas primeiras, domínio dos surfistas americanos Evan Geiselman e Cole Houshmand, bem como dos neo-zelandeses Te Kehukehu Butler

 

 

e Billy Stairmand, que avançaram confiantes para a terceira fase. Entre outros, ficaram para trás o brasileiro Ian Gouveia, ex-vencedor desta prova e ex-top 34.

 

Na terceira bateria do dia, a disputa pelo primeiro lugar foi entre o português Vasco Ribeiro

 

 

e o brasileiro Luel Filipe.

 

Vasco começou melhor, com uma onda na casa dos 8 pontos, mas Luel, que tinha iniciado o heat com uma onda de 6,83 pontos, juntou-lhe outra de 8,93 e acabou por vencer. Vasco passou na mesma, em segundo lugar, eliminando outro ex-vencedor desta etapa, Thomas Hermes, bem como o japonês Shun Murakami, medalha de cobre nos recentes World Surfing Games, disputados no Japão.

 

A segunda fase terminou com o avanço dos ex-top 34, Miguel Pupo

 

 

e Michael February, sobre o costa-riquenho Noe Mar McGonagle e o ex-campeão mundial júnior, Lucas Silveira. Mas a terceira fase começou logo com uma surpresa – a eliminação de Alex Ribeiro, actualmente segundo classificado no ranking mundial de qualificação e também ele ex-top 34, para os “guerreiros do QS”,

 

 

o francês Tristan Guilbaud

 

 

e o australiano Jackson Baker, que continua a fazer estragos, apesar da lesão que contraiu.

 

Mas foi a meio da segunda bateria do terceiro round que tudo mudou. A entrada de fortes rajadas de vento levantou estruturas da prova e a bateria teve de ser interrompida. Quase uma hora depois voltou à água, para os derradeiros 11 minutos que faltavam disputar,

 

 

com o sul-africano Beyrick DeVries e o brasileiro Victor Bernardo a levarem a melhor sobre os taitianos O’Neill Massin e Mihimana Braye.

 

Depois deste cenário, a organização da prova decidiu parar a competição hoje, por razões de segurança, optando por voltar a dar início amanhã, mas mais cedo. Assim, o Azores Airlines Pro 2019 regressa este sábado, pelas 7h15m locais, para um dia que se prevê bem longo. Na primeira bateria do dia, Frederico Morais enfrenta o jovem talento americano Jake Marshall, que tem estado em grande destaque este ano, o espanhol Ruben Vitoria e o sempre surpreendente australiano Jack Robinson.

 

O Azores Airlines Pro 2019 é organizado pela DAAZ Eventos e pela Associação Atlantic Action Sports, conta com o patrocínio da Azores Airlines, Turismo dos Açores, Câmara Municipal da Ribeira Grande, SEAT, MEO e Wayzor Rent-a-Car, contando ainda com aSPORT.TV como canal oficial para a sua transmissão em directo, a Mega Hits como rádio oficial, a RTP Açores, SURFTOTAL, MEO Beachcam, ONFIRE e MagicSeaWeed como media partners e a Federação Portuguesa de Surf e o Governo dos Açores como apoios institucionais.

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 14 de dezembro de 2019 – 21:30:05

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...