14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Frederico Morais vence Azores Airlines Pro 2019

 

 

 

Português ascende ao Top 10 mundial do circuito de qualificação

 

Frederico Morais venceu o Azores Airlines Pro 2019, que hoje terminou, na praia de Santa Bárbara, Ribeira Grande, em ondas épicas de um metro e meio a dois metros e vento off-shore. Kikas, como é conhecido, bateu o australiano Mitch Crews na final, tornando-se o primeiro surfista português a conquistar a prova açoriana.

 

E Morais não podia ter desejado um dia melhor para o conseguir! O último dia desta décima edição de uma etapa do circuito mundial de qualificação nos Açores contou com condições de gala, proporcionando um grande espetáculo ao muito público presente e uma alegria contagiosa a todos os competidores.

 

 

Frederico foi mesmo o homem a bater ao longo de todo o dia, vencendo bateria atrás de bateria de forma implacável, com uma excelente leitura de mar e uma boa forma que o deixam agora no Top 10 do ranking mundial, a um passo de se requalificar para o circuito principal.

 

 

Para conquistar estes importantes 6.000 pontos, a sua segunda vitória este ano num WSL QS em águas nacionais e a subida de vinte posições no ranking mundial, Kikas teve de bater o também ex-top 34 Mitch Crews na final, o francês Gatien Delahaye nas meias-finais, o norte-americano Jake Marshall nos quartos de final e o australiano Jackson Baker nos oitavos.

 

 

É uma vitória muito desejada e muito feliz,” afirmou o campeão. “Acho que este foi o melhor dia de competição que algumas vez tivemos no QS, com boas oportunidades para todos e tubos incríveis! É um sonho, poder contar com condições destas no último dia de uma prova, pois assim o teu resultado não depende tanto da sorte, mas antes da tua capacidade de decisão e do teu surf. É disto que é feito o surf! Dei mais um passo importante no caminho desse objectivo que é requalificar-me para o CT e vou agora para a etapa da Ericeira cheio de confiança,” concluiu o surfista português, que garantiu recentemente a sua pré-qualificação olímpica para 2020, no Japão.

 

 

Para Mitch Crews, o segundo lugar foi o seu melhor resultado nos últimos seis anos neste circuito, após dois anos amargos, com fracturas nos dois tornozelos e resultados aquém do seu potencial. Nas meias-finais, em terceiro lugar ex-aequo, ficaram o surpreendente francês Gatien Delahaye e o brasileiro Miguel Pupo, vencedor da etapa anterior, na Galiza. Com este resultado, Pupo subiu ao segundo lugar do ranking mundial, ultrapassou os 20.000 pontos e garantiu por completo o seu regresso à elite mundial.

 

Nos quartos de final, em quinto lugar, ficaram alguns dos maiores destaques desta semana – o norte-americano Jake Marshall, o costa-riquenho Carloz Muñoz,

 

 

o brasileiro Luel Filipe e o havaiano Joshua Moniz, que conseguiu a melhor onda do campeonato na fase anterior, graças a um tubo incrível, que lhe valeu a única nota 10 de todo o evento.

 

Com esse tubo fabuloso nos oitavos de final, Moniz (que é descendente de açorianos), bateu outro dos destaques do Azores Airlines Pro 2019, o australiano Reef Heazlewood. Heazlewood ficou assim em nono lugar, a par do já mencionado Jackson Baker, mas também dos sul-africanos Beyrick DeVries e Michael February, do brasileiro Samuel Pupo (irmão mais novo de Miguel Pupo), do francês Maxime Huscenot, do japonês Hiroto Ohara

 

 

e do português Vasco Ribeiro.

 

 

Vasco foi eliminado pelo experiente Miguel Pupo, apesar de ter feito a melhor onda da bateria, ficando a faltar-lhe uma segunda onda razoável. No entanto, o ex-campeão mundial júnior não deixou de fazer uma das suas melhores prestações do ano, partindo para a próxima etapa, onde conquistou esse título, cheio de confiança.

 

No final de mais uma etapa de sonho, que ficará seguramente na memória de todos e na história do surf mundial, Rodrigo Herédia era um homem satisfeito. “Sermos considerados a melhor etapa e as melhores ondas do circuito mundial, deixa-nos a todos muito satisfeitos! É a prova de que os Açores é um destino de surf de alto nível, com ondas incríveis. E que essas ondas não acontecem no Verão, mas sim no Inverno. É uma forma de exportarmos um bocadinho deste destino, para o mundo inteiro,” afirmou satisfeito o organizador do evento.

 

O Azores Airlines Pro 2019 foi organizado pela DAAZ Eventos e pela Associação Atlantic Action Sports, contou com o patrocínio da Azores Airlines, Turismo dos Açores, Câmara Municipal da Ribeira Grande, SEAT, MEO e Wayzor Rent-a-Car, contando ainda com aSPORT.TV como canal oficial para a sua transmissão em directo, a Mega Hits como rádio oficial, a RTP Açores, SURFTOTAL, MEO Beachcam, ONFIRE e MagicSeaWeed como media partners e a Federação Portuguesa de Surf e o Governo dos Açores como apoios institucionais.

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 14 de dezembro de 2019 – 21:10:00

 

 
Feliz Natal e um
 
Próspero Ano Novo
 
 
Boas Festas!
 

 

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...