13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Sucesso no 2º Triatlo de Alhandra 2018

 

Disputou-se uma prova sprint para a Taça de Portugal e uma super sprint para o Campeonato da Europa Youth

 

No dia 23 de junho realizou-se o 2º Triatlo de Alhandra, uma prova de distância sprint a contar para a Taça de Portugal. O evento incluiu, ainda, uma prova super sprint de apuramento para o Campeonato da Europa Youth, a realizar na Grécia, no final do mês de agosto.

 

A partida realizou-se na marina de Alhandra com a meta colocada no passeio junto ao rio. Com a temperatura da água a 23º, a natação disputou-se sem recurso ao fato isotérmico, contando ainda com um percurso de ciclismo muito plano e rolante.

 

Esta foi uma competição muito disputada, em que as vitórias feminina e  masculina foram decididas ao sprint.

 

Os resultados das equipas no Triatlo de Alhandra

 

O Alhandra Sporting Club venceu a competição feminina por equipas, com Inês Rico que fez a prova em 01:05:06, Ana Filipa Ferreira em 01:05:56 e Pauline Vie em 01:11:31.

 

«A prova correu bem!» conta-nos Inês Rico, que aumentou a intensidade dos treinos na semana que antecedeu a prova, já que se aproximam as competições internacionais. «Como não vou ter mais tempo, coloquei carga de treino nesta semana e não encarei Alhandra como prioridade.»  De qualquer modo, a triatleta do Alhandra Sporting Club faz um balanço positivo da competição: «Consegui uma ótima natação que normalmente não é o meu forte e foi aqui que desta vez ganhei alguma vantagem ao sair em 4º lugar da água. Um ciclismo sólido e duro e uma corrida onde paguei a fatura do treino da semana.» Inês refere que estava calor, condições climáticas desfavoráveis para todas as atletas. «O objetivo geral do Alhandra era ganharmos por equipas tanto nos rapazes como nas raparigas, pois estávamos a correr em casa. E apesar do segundo lugar masculino conseguimos ganhar por equipas no feminino!» Os próximos objetivos passam por aproveitar ao máximo as provas internacionais e pelo apuramento para os Jogos Olímpicos da Juventude e para o Mundial.

 

Na segunda posição por clubes ficou o Sporting Clube de Portugal, com Inês Oliveira (01:06:57), Mónica Vera Cruz (01:07:03) e Lúcia Vera Cruz (01:12:16).  A fechar o pódio dos clubes ficou o CNCVG com Raquel Dias (01:11:07), Patrícia Carrazedo (01:12:00) e Margarida Lopes (01:12:46).

 

O Clube de Natação de Torres Novas ganhou a competição masculina, com Ricardo Batista, com o tempo de 00:57:41, José Pedro Vieira com 00:57:58 e Afonso do Canto com 00:58:05.

 

Ricardo Batista considerou que o Triatlo de Alhandra foi bem conseguido: «Parti com o objetivo de sair isolado da água e tentar fazer o ciclismo com o meu colega de equipa José Pedro. Conseguimos criar essa fuga, mas infelizmente fomos apanhados a meio do segmento de ciclismo», conta o atleta do Torres Novas». No último segmento saiu forte e confiante, «mas o Rafael Domingues foi claramente o atleta mais forte em prova e acabei por ficar na segunda posição com uma penalti box cumprida». O próximo objetivo de Ricardo Batista é conseguir destacar-se na Taça de Europa de Juniores Sprint que irá realizar-se em Holten, na Holanda, já no próximo fim de semana e preparar-se para o Campeonato Europeu de Juniores.

 

Na segunda posição ficou o Alhandra Sporting Club com Luís Ferreira a fazer a marca de 00:57:56, Miguel Fortunato com 00:59:01 e Tiago Pinto com 00:59:54.

 

Na terceira posição ficou o Estoril Praia Triatlo com Rafael Domingos que fez a prova em 00:57:22, Diogo Silva com o tempo de 00:58:21 e Filipe Marques com 01:02:43.

 

As classificações absolutas da prova do Triatlo de Alhandra

 

Na prova feminina o pódio foi composto por Ana Ramos, Kim Mangrobang e Inês Rico

 

Ana Ramos, do Outsystems Olímpico de Oeiras, foi a triatleta mais rápida em prova, que completou em 01:04:12 e apontou o calor como mais um adversário. «Saí na natação a escassos segundos da Vera Vilaça e as duas com alguma vantagem para as outras atletas. Atrasei-me um pouco na transição e tive de forçar muito no início do ciclismo para apanhar a Vera.» A triatleta do Outsystems Olímpico de Oeiras acabou por conseguir alcançar a sua adversária já quase no final da primeira volta. «Depois disso, fomos as duas até ao final. Na corrida fiz volta e meia isolada e depois foi a vez de Kim (Mangrobang) me apanhar. Consegui ir com ela e tentei recuperar ao máximo porque sabia que havia a possibilidade de acabarmos ao sprint.» Foi o que acabou por acontecer, Ana Ramos conseguiu ser mais rápida do que a sua adversária e ganhar ao sprint na última reta. A triatleta conclui: «Foi a primeira vez que participei nesta prova e gostei bastante de tudo. O próximo objetivo é o contrarrelógio por equipas em Montemor-o-Velho daqui a duas semanas!»

 

Kim Mangrobang, do Rio Maior Triatlo, ficou em segundo lugar na competição feminina com o tempo de 01:04:12 e Inês Rico, do Alhandra Sporting Club, fechou o pódio com 01:05:06.

 

Na competição masculina ganhou Rafael Domingos, seguido de Ricardo Batista e de Luís Ferreira

 

Na prova masculina, Rafael Domingos, do Estoril Praia Triatlo, foi o melhor triatleta em prova, com o tempo de 00:57:22. No entanto, apesar de quem está de fora não se aperceber, os triatletas têm por vezes que passar por sensações menos boas.

 

«O início da prova foi bastante complicado, não me estava a sentir bem na natação, parecia que estava fora de prova, quando saí da água, vi que tinha vários adversários diretos comigo», conta-nos Rafael. No segundo segmento, sentiu-se bastante bem no grupo em que estava inserido, e conseguiu encurtar o tempo para os três fugitivos, de tal forma que o seu grupo os alcançou ao quilómetro 8. «Quando faltava um quilómetro para a segunda transição consegui posicionar-me bem para entrar no parque, fiz uma transição rápida, e saí com alguma vantagem para os restantes atletas». O último segmento correu bem ao triatleta do Estoril Praia que ganhou 10 segundos na primeira volta e tentou manter essa distância que acabou por lhe valer a primeira posição. «Estou muito feliz com o primeiro lugar, agora o meu próximo objetivo será no próximo fim de semana em Holten na Holanda para a Taça de Europa de Elites Sprint.»

 

Em segundo lugar da geral ficou Ricardo Batista, do Clube de Natação de Torres Novas, com 00:57:41 e no terceiro lugar no pódio foi ocupado por Luís Ferreira, do Alhandra Sporting Club, com o tempo de 00:57:56.

 

Prova para a Seleção youth

 

Nesta segunda edição do Triatlo de Alhandra, realizou-se uma outra competição, na distância super sprint, que pontuou para o apuramento para o Campeonato da Europa de Triatlo Youth, em Loutraki, na Grécia, no dia 30 de agosto. Nesta competição são incluídos os triatletas nascidos entre 2001 e 2002 (categoria cadetes) e 2003 (categoria juvenis).

 

Em primeiro lugar desta competição ficou João Protásio, do Sport Lisboa e Benfica com 00:30:10, seguido de Alexandre Ribeiro, do Rio Maior Triatlo, com 00:30:26, que ficou na segunda posição. A completar o pódio, na terceira posição, ficou Rui Sousa, da Associação Naval Amorense, que fez a prova em 00:30:29.

 

Maria Tomé, do Outsystems Olímpico de Oeiras, foi a primeira cadete a passar a meta em 00:34:53, seguida de Mariana Carvalho, do Sport Lisboa e Benfica que fez o tempo de 00:35:36. Em terceiro da geral desta competição ficou Beatriz Pinto, do Alhandra Sporting Club, que completou a prova em 00:35:52.

 

A segunda competição da seleção youth realiza-se dia 29 de julho, em Coruche.

 

II Triatlo de Alhandra é uma organização da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, do Alhandra Sporting Club e da Federação de Triatlo de Portugal.

 

Pode ver todos os resultados aqui

 

 

V o t o s  de  B o a s  F e s t a s

Periodicidade Diária

terça-feira, 18 de dezembro de 2018 – 14:10:19

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...