13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Triatlo de Évora 2018 foi especial

 

Nos dias 14 e 15 de julho Évora recebeu o Triatlo Jovem, na última etapa do campeonato de clubes, um evento com características muito especiais. No dia anterior à prova foram criadas condições para o convívio da grande família do Triatlo Jovem: o programa iniciou com a receção das equipas participantes, houve espaço para uma conferência com um convidado muito especial, Vasco Vilaça, seguido de um Aquatlo para todos que agitou as águas da piscina municipal de Évora. O evento prolongou-se pela noite com um jantar e direito a animação musical.

 

No domingo realizou-se a última etapa do Campeonato Nacional Jovem de Clubes 2018, com a dinâmica do formato da prova por estafetas composto por três triatletas, com o apoio de um público muito entusiasta.

 

«Este evento surge no âmbito do campeonato nacional por convite da FTP», explica Tiago Ramos, responsável pela Escola de Triatlo de Santo António de Évora. Ao longo de 10 anos desenvolveram-se eventos a nível regional e provas escolares. Este ano surgiu o convite do Campeonato Nacional que se transformaram em dois dias de evento muito animados. «Criou-se num evento único, onde tivemos como objetivo que os clubes convivessem uns com os outros, promovendo a modalidade comum – o triatlo – de outra maneira.»


Depois da receção das equipas, seguiu-se um auditório cheio para receber Vasco Vilaça, campeão europeu de juniores e vice-campeão mundial de triatlo. «Teve uma adesão excecional. As pessoas estavam curiosas, pelo que houve muitas questões colocadas por pais e filhos à promessa do Triatlo; o segmento que mais gostava, aquele em que tinha maior dificuldade, o percurso desportivo, qual era o próximo objetivo competitivo, o que ele achava do abandono feminino da modalidade na adolescência etc.», conta Tiago. Houve também espaço para questões mais pessoais como a sua irmã Vera Vilaça, que lhe servia de exemplo e agora é ele também um modelo inspirador; havia curiosidade em perceber o modo como os irmãos se apoiam mutuamente no percurso desportivo», explica Tiago.


Vilaça falou também de uma questão inevitável, as lesões, ‘o maior inimigo’ dos triatletas e da forma de as ultrapassar, ao que ele responde que é possível: «mantendo a calma e sem nunca perder o foco.» ‘As lesões são os obstáculos principais à carreira de um atleta, mas, tal como na vida, devemos aceitar estes altos e baixos e considerá-los uma aprendizagem. ‘

 

A conferência revelou-se um sucesso, um modelo a repetir.

 

«Depois da Conferência, seguiu-se o Aquatlo para Miúdos e Graúdos, uma prova em que os pais nadavam e corriam, com distâncias diferentes consoante os escalões, com o objetivo de cortar a meta de mão dada com os filhos. Uma nova experiência que apesar das curtas distâncias serviu de motivação a todos. O dia terminou em convívio no bar da mata, onde foi servido um jantar até à hora de descansar.» explicou Tiago.

 

No domingo realizou-se a prova do campeonato nacional, com algumas surpresas, iniciando com natação sincronizada e encerrando com cantares alentejanos. «O feedback que recebemos foi muito bom, penso que todos gostaram deste formato de evento onde puderam conviver e desfrutar do espaço», concluiu Tiago Ramos.

 

Em primeiro lugar desta etapa ficou o Alhandra Sporting Club com 1850 pontos, seguido do Sport Lisboa e Benfica com 1460 de pontuação pertencendo a terceira posição ao Clube de Natação de Torres Novas com 980 pontos.

 

O Sport Lisboa e Benfica ganhou o Campeonato Nacional Jovem, revalidando o título do ano passado. João Mascarenhas, treinador de triatlo do Sport Lisboa e Benfica, explica que ‘não estava à espera de tornar a ganhar o campeonato: «Nós estamos a formalizar uma estrutura de escola no triatlo no entroncamento e o nosso objetivo não era revalidar o título do ano passado, já que temos uma equipa muito jovem que está no início da modalidade. A ideia era renovar a estrutura e ficar no segundo lugar, mas superámos as expetativas à semelhança do ano passado». Quanto aos objetivos da escola é «apaixonar os atletas pela modalidade, podendo escolher seguir o caminho dos triatletas de alta competição como Vanessa Fernandes, João Pereira, João Silva, Vasco Vilaça ou Melanie Santos mas, essencialmente, queremos que os atletas fiquem apaixonados pela modalidade e ganhem experiência como triatletas».

 

O Triatlo de Évora foi a última prova do Campeonato Nacional Jovem de Clubes, e contou com a organização da Câmara Municipal de Évora e a Escola de Triatlo do Grupo D.C. Santo Antório de Évora.

 

Consulte todas as classificações aqui

 

 


 

sábado, 20 de outubro de 2018 – 13:12:11

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...