15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Vasco Vilaça é Medalha de prata na Taça do Mundo de Karlovy Vary

 

 

Depois de se ter sagrado vice-campeão do Mundo na semana passada, em Hamburgo, Vasco Vilaça volta aos pódios internacionais com um excelente segundo lugar na Taça do Mundo de Karlovy Vary, República Checa, uma prova disputada na distância olímpica: 1500 metros de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida. Ricardo Batista, outro jovem triatleta em prova de apenas 19 anos e Campeão do Mundo de Juniores em 2019, alcançou uma excelente 15ª posição.

 

Sendo uma prova muito exigente e de elevado nível competitivo, os olhos estavam postos em Vasco Vilaça, atleta revelação do Campeonato do Mundo que se realizou no dia 5 de setembro; a sua forma física, mas também a estratégia e atitude em prova. O triatleta nacional cimentou a sua posição nesta Taça do Mundo ao conquistar a medalha de prata lado a lado com os melhores atletas internacionais, entre eles Vicent Luis, Campeão do Mundo de Triatlo 2019 e 2020.

 

 

Vasco Vilaça destacou-se logo no início da competição, inserindo-se no primeiro grupo de ciclismo.«Foi incrível, tentei mais uma vez sair na natação de modo a posicionar-me no grupo da frente do ciclismo, fiquei com mais seis atletas, entre eles Vicent Luís, é espetacular participar a este nível.»

 

 

Para Vilaça, que conta com pouca experiência como atleta de elite e apenas três participações na distância olímpica, a sua extraordinária performance foi muito apreciada pelos comentadores da prova tendo em conta a sua juventude. – Brilhante, impressionante e extraordinária foram alguns dos adjetivos utilizados para descrever a prestação do jovem atletas nacional que demonstrou, mais uma vez, estar ao nível dos melhores triatletas mundiais. «Estava com algum receio de não conseguir acompanhar na corrida, houve uma altura que as pernas afrouxaram, mas depois consegui manter o ritmo. Estou muito contente, nem tenho palavras para descrever!»

 

 

Ricardo Batista posicionou-se no segundo grupo de ciclismo, alcançando uma excelente 15º posição. De salientar que ambos são dos atletas mais jovens em competição, com pouca experiência na distância olímpica, tendo que lidar com uma start list muito competitiva.  

 

Duas voltas de natação, num percurso difícil e com bastante contacto, seis voltas de ciclismo, num trajeto técnico que incluía retornos e uma subida intensa, finalizando com uma corrida dura.

 

 

Dos 66 triatletas que iniciaram, apenas 47 finalizaram a competição, sendo a medalha de prata e o 15º lugar muito bons indicadores.

 

O francês Vicent Luis, e atual campeão do mundo, alcançou a vitória com 01:52:14, seguindo do triatleta nacional Vasco Vilaça com 01:52:20, e o belga Jelle Geens que fechou o pódio com 01:52:34.

 

 

Ricardo Batista conquistou a 15ª posição com 01:54:48.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 28 de setembro de 2020 – 05:18:25

Pesquisar

Como comprar fotos

Reportagens fotográficas em preparação

- 12 Horas do Estoril - Pitlane-Treinos Livres
 
publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...