13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Ucrânia continuar a acreditar

 

A Ucrânia venceu hoje Portugal por 3-0 (25-22, 25-14 e 25-13) e mantém vivas as esperanças de se poder qualificar para a fase final da Golden European League, pese embora esteja dependente de resultados de terceiros. Por seu turno, a Selecção Nacional de Seniores Femininos continua a aproveitar os jogos frentes a equipas da forte escola de Leste para preparar-se condignamente para o seu grande objectivo: a fase de qualificação para o Campeonato da Europa de 2019. 
 
1.º Set
Nevosismo evidente das duas equipas, com a Ucrânia a contrabalançar ataques e serviços desperdiçados com alguns «ases». Portugal bateu-se bem e procurou acertar o seu bloco (20-20), mas foi incapaz de suster a melhor ponta final da equipa de Leste: 25-22. O duelo pontual Kavalenka vs Kodola/Trushkina começava a prometer...
 
2.º Set
Boa entrada da equipa de Gariy Yegiazarov, a desnortear as portuguesas (5-1, 9-2). Quatro serviços de Anna Stepaniuk selaram o resultado: 25-14.
 
3º. Set
Ucrânia manteve o domínio nas acções junto à rede e a maior eficácia do seu serviço foi o suficiente para alcançar a primeira vitória na Golden European League: 25-13, com um ponto de Osachuk.
 
A ucraniana Nadiia Kodola, com 17, e a portuguesa Júlia Kavalenka, com 16, foram as melhores pontuadoras do jogo. 
 
Manuel Almeida, Treinador de Portugal:
"Queríamos equilibrar e discutir o jogo, mas no final do primeiro set cometemos uma série de erros de ataque. Depois, a Ucrânia cresceu e também houve alguma falta de capacidade da nossa parte em termos de serviço. É complicado defrontar potências do Voleibol europeu, mas estamos a procurar ganhar consistência e ritmo competitivo e a Golden European League e os Jogos Mediterrânicos têm de servir de preparação para o nosso grande objectivo, que é a fase de apuramento para o Europeu 2019".  
 
Juliana Rosas, capitã de Portugal:
"Estamos a acusar um certo desgaste por causa das viagens e da carga de treinos. Temos de ganhar ritmo competitivo e estamos a experimentar soluções para podermos chegar à fase de qualificação para o Europeu 2019 na melhor forma possível".
 
Nadiia Kodola, capitã da Ucrânia:
"Sabíamos que este jogo não seria fácil porque vínhamos de duas derrotas e tínhamos obrigatoriamente que vencer. Estamos muito contentes por termos conquistado uma vitória que perseguíamos desde início e porque assim podemos continuar a acreditar na qualificação para a Final Four".

 

Periodicidade Diária

sábado, 17 de novembro de 2018 – 09:25:49

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...