13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Voleibol de Praia - Espinho Open

 


Com 11 presenças no Espinho Open, oito medalhas, sendo cinco de ouro, o brasileiro Ricardo Santos é já uma lenda viva da história da competição portuguesa e do Voleibol de Praia mundial.

 

Agora a fazer dupla com Gustavo Albrecht, o jogador canarinho, de 43 anos, guarda fortes recordações da competição, da Praia da Baía, da cidade e dos... amigos que cá deixou e com quem teve agora a oportunidade de "matar saudades".

 

Em termos globais, esta é a 15.ª edição do Espinho de masculinos e a 10.ª de femininos. Um rol de competições que celebrizaram nomes como Emanuel Rego e Ricardo Santos, a dupla predilecta do público espinhense.


Juntos, os brasileiros venceram três edições (2003, 2004 e 2007) e individualmente por cinco vezes (Emanuel e Ricardo) levaram o ouro.

 

É com um brilhozinho nos olhos que Ricardo Santos recorda:
"Espinho é um sítio muito especial para mim. Aqui sinto-me em casa. Foi uma base de treino durante muitos anos e, desde 2003, com o Emanuel até 2007. Foram dois ciclos de treinos para os Jogos Olímpicos.
Durante esse tempo, eu e o Emanuel contámos sempre om a ajuda do Miguel Maia e do João Brenha, grandes amigos há praticamente 20 anos e que tive a oportunidade de rever ontem, bem como outros portugueses com quem mantive amizade, apesar da distância entre os nossos dois países.
Sinto-me muito contente por estar aqui e só espero ter um resultado satisfatório neste regresso em força do Espinho Open".

 

Na sua longa carreira, Ricardo amealhou 902,683 mil dólares, tendo participado em mais de 230 torneios e vencido 1000 dos 1327 jogos disputados.

 

 


 

segunda-feira, 24 de setembro de 2018 – 21:56:51

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...