14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Arbitragem portuguesa em evidência

 

Pela primeira vez, a arbitragem portuguesa vai estar representada, em simultâneo, em fases finais dos Campeonatos da Europa de Indoor de seniores masculinos e femininos.


Após Hélio Ormonde ter arbitrado a final das Universíadas, esta é mais uma prova do reconhecimento das entidades que regulam o Voleibol a nível internacional pelo trabalho dos árbitros portugueses.

 



Ricardo Ferreira vai integrar a equipa de arbitragem destacada para a fase final do Campeonato da Europa de femininos que decorrerá na Turquia, de 23 de Agosto a 8 de Setembro.

 

"É muito importante e demonstrativo da qualidade da arbitragem portuguesa estar eu e Vítor nos Europeus. Já tivemos nos últimos dois anos vários árbitros em Europeus de escalões de formação e dois árbitros na Liga dos Campeões e, agora, são dois os árbitros nomeados para o Campeonato da Europa. Para mim tem um grande significado, pois é o ponto mais alto da minha carreira e uma experiência única estar no torneio com as melhores equipas da Europa. É o culminar de uma época em que arbitrei a Liga dos Campeões, a Supertaça de masculinos e a final do Campeonato Nacional de masculinos. Há dois anos fiz as Universíadas e no ano passado o Europeu de Sub-19 femininos", referiu o árbitro portuense.

 

 

Por seu turno, Vítor Gonçalves, igualmente da AV Porto, vai estar presente no Campeonato da Europa de masculinos, de 12 a 29 de Setembro.

 

"Esta presença no Campeonato da Europa, no ano em que estarei também no Campeonato do Mundo de Sub-19 masculinos, representa mais um passo na minha carreira, algo a que aspirava há algum tempo.
O facto de termos outro árbitro nos Europeus, o Ricardo Ferreira, alegra-me ainda mais, pela coincidência que consolida um percurso comum de há muitos anos, sempre pautado pela amizade e cumplicidade. A nossa presença, que acresce ao fantástico apuramento das selecções feminina e masculina de seniores, e da presença desta última na VNL, é mais um sinal da forte afirmação internacional da nossa modalidade.
Acredito que estas oportunidades permitem que os jovens árbitros portugueses percebam que tudo é possível, desde que haja qualidade (e cada vez mais percebo que em Portugal o nível dos árbitros é bastante elevado), persistência, trabalho e, acima de tudo, muita paciência para esperar pelo momento certo – e é aí que não podemos falhar
", concluiu Vítor Gonçalves.

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 16 de novembro de 2019 – 22:10:36

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...