14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Espinho Open - femininos

 

 

O Espinho Open 2019 / ActivoBank entra amanhã numa fase decisiva quanto ao apuramento das duplas de femininos que disputarão as meias-finais desta etapa de 4 estrelas do Circuito Mundial de Voleibol de Praia (FIVB BeachVolley World Tour).

 

Pelo caminho ficaram já algumas duplas com aspirações a lugares no pódio, bem como as portuguesas, que, segundo o novo sistema de jogos, perderam os dois joos de hoje e, como tal, foram afastadas da competição.

 

A primeira foi Vanessa Paquete/Beatriz Pinheiro. A dupla apoiada pela FPV e que vai encetar uma carreira no Voleibol de Praia a tempo inteiro caiu de pé diante das russas Bocharova/Voronina (0-2: 17-21 e 19-21).

 

"Foi um jogo decidido nos pormenores. Lutámos até ao fim. No segundo set estivemos mais consistentes, mas infelizmente perdemos algumas bolas que acabaram por ser decisivas. 


Esta experiência mostrou-nos que precisamos de ter outra consistência de jogo que estas duplas já apresentam. vamos tentar acertar os pormenores que nos falharam", salientaram, com Vanessa a acrescentar:
"É empre um orgulho e prazer representar Portugal e jogar na minha cidade, Espinho, principalmente num evento tão importante como esta etapa do Circuito Mundial".

 

 

A dupla Juliana Antunes/Tânia Oliveira começou bem, vencendo o primeiro set por 21-17, mas não conseguiu suster a reacção das russas, que igualaram ao vencerem por 21-18. Na «negra», as jogadoras de Leste tomaram a dianteira e selaram a passagem à ronda seguinte com o resultado de 15-10.

 

Com um público que não arredou pé apesar das condições atmosféricas adversas, o que faltou para as portuguesas conseguirem ultrapassar esta difícil missão?
"Faltou, sobretudo, disputarmos mais torneios destes", desabafaram Juliana e Tânia, acrescentando:
"Preparámo-nos como pudemos, com vídeos das nossas adversárias, mas no campo tudo é diferente. Falta-nos mais tempo de prática para percebermos melhor as questões tácnicas e tácticas. Tacticamente, creio que estivemos bem, mas falhámos nos pormenores, o que é fruto da falta de ritmo, e alguns serviços, algo que é normal devido ao vento que se fez sentir.
Este é o nosso primeiro torneio de quatro etapas do Circuito Mundial e precisávamos de mais momentos detes para conseguirmos consolidar o nosso jogo"."

 

Os jogos de amanhã começam às 08h30. Ver calendário aqui

 

As equipas vencedoras desta edição do Espinho Open amealharão prémios pecuniários, bem como 800 pontos de qualificação para os Jogos Olímpicos de 2020, agendados para o Japão. 

 

As checas Barbora Hermannova e Marketa Slukova, que participaram nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, são cabeças-de-série em Espinho. Desde que se formou, no final de 2015, a dupla Hermannova/Slukova registou quatro medalhas de ouro, três de prata e uma de bronze no World Tour. Anteriormente, Slukova, que também jogou nas Olimpíadas de 2012, conta com duas medalhas de ouro e uma de bronze no World Tour, enquanto Hermannova conseguiu subir no pódio uma vez.

 

Por seu turno, Ana Patrícia Silva Ramos/Rebecca Cavalcanti Barbosa Silva já conquistou três medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze no Circuito Mundial desde Outubro de 2018, incluindo um terceiro lugar no torneio suíço de Gstaad cinco estrelas na semana passada. Ana Patrícia, de 21 anos, também é campeã olímpica da juventude em 2014 e duas vezes campeã mundial Sub-21, ao lado de Eduarda Santos Lisboa (Duda).

 

Duda, de 20 anos, tricampeã mundial Sub-19, e sua actual companheira de equipa, Agatha Bednarczuk, de 36 anos, campeã mundial de 2015 e medalhista olímpica de 2016, ocupam o terceiro lugar no ranking preliminar de Espinho. Agatha e Duda conquistaram quatro medalhas de ouro, três de prata e cinco de bronze no World Tour.

 

Dotado com um prize money de 300.000 dólares, o Espinho Open arranca em pleno com a fase de qualificação de femininos. Seguem-se os jogos do Quadro Principal (fase de grupos e eliminatórias) na quinta e sexta-feira e as finais no sábado.


A fase de qualificação de masculinos começa na quinta-feira, com o Quadro Principal (fase de grupos e eliminatórias) a disputar-se na sexta-feira e no sábado e os jogos de atribuição de medalhas no domingo.

 

A Sport TV vai transmitir em directo as meias-finais, os jogos de atribuição do 3.º e do 4.º lugar e as finais.

 

No dia 20 de Julho (sábado)
Meias-finais – 12h15 e 13h15
Jogo 3.º e 4.º lugar – 16h30
FINAL – 17h45

 

Após os eventos em Portugal e no Canadá, a FIVB realizará etapas do World Tour de 24 a 28 de Julho no Japão e em Itália. O Tóquio Open será uma competição-teste para os Jogos Olímpicos de 2020, tanto para masculinos como para femininos.

 

Na última etapa do Circuito Mundial (Swatch Major Gstaad), as norte-americanas Alix Klineman e April Ross subiram ao topo do pódio de femininos.

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 17 de setembro de 2019 – 06:57:10

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...