12 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

André Ferreira (Os Fixes”, e Susana Cunha (Linda-a-Pastora) vencem em Porto Salvo-Troféu CMO

Realizou-se no domingo, dia 24 de Maio, mais uma edição do Grande Prémio Leões de Porto salvo, uma das corridas por escalões mais antigas do Troféu CMO-Corrida das Localidades. As vitórias absolutas na edição de 2015, foram para André Ferreira, do GRD “Os Fixes” de Queluz de Baixo, e Susana Cunha, do Linda-a-Pastora Sporting Clube. Por equipas, assistiu-se a mais um domínio avassalador do NúcleOeiras- ADNO, seguida pelos habituais “clientes”, o Linda-a-Pastora, e “Os Fixes”. Desta vez, o 4.º lugar foi arrebatado pelo GRCD de Leião que bateu o GRD Ribeira da Lage, por apenas 8 pontos. A Casa Benfica em Algueirão-Mem Martins, classificou-se no 6.º lugar, mantendo a posição de liderança dos clubes “Extra-Concelho.

 

NúcleOeiras, Linda-a-Pastora e Os Fixes nos lugares do pódio colectivo. Foto-Ventura Saraiva

 

A duas provas do final da edição de 2015 do Torneio CMO-Corrida das Localidades, com muitas das classificações já definidas, e com forte concorrência na manhã de domingo, com provas em Lisboa, Amadora, e Cascais, entre muitas outras, a competição de Porto Salvo resistiu à concorrência e superou no final o meio-milhar de atletas classificados nos vários escalões, com os veteranos M40 a garantirem o maior número, com 59 corredores. Já nos escalões mais jovens, Benjamins e Infantis com igual número (21) contribuíram para o elevado número de chegados à meta, talvez aliciados pelo sorteio final da já habitual da bicicleta que calhou a um atleta do NúcleOeiras, mas do escalão mais adulto.

 

Patrícia Caldeira (GRD Ribeira da Lage) ganha em sub 23 femininos

 

Patricia Caldeira já isolada vence em sub 23 femininos. Foto-Ventura Saraiva

 

Com apenas uma participação na edição de 2015 do Troféu CMO, com um 4.º lugar na estreia (Bairro dos Navegadores), a estudante de Medicina Veterinária, Patrícia Caldeira, do Grupo Recreativo e Desportivo Ribeira da Lage aproveitou bem a ausência das principais adversárias e com uma corrida estupenda, venceu o escalão de sub 23, entrando nos lugares cimeiros em termos absolutos da corrida feminina, ganha com grande à vontade pela já (quase) campeã de 2015 de seniores, Susana Cunha, do Linda-a-Pastora Sporting Clube, faltando-lhe apenas uma prova para atingir esse desiderato.

 

Luta ao rubro pelo segundo lugar de seniores femininos

 

Susana Cunha sem concorrência no sector feminino e vitória em Porto Salvo. Foto-Ricardo Saraiva

 

Se a vantagem de 15 pontos de Susana Cunha para a 2.ª classificada, Izabela Pires (Casa Benfica no Algueirão) dão alguma tranquilidade à atleta do Linda-a-Pastora, o mesmo não se pode dizer da luta pelos lugares do pódio final. Marisa Antunes ganhou 2 pontos à sua mais directa concorrente, estando as duas separadas por apenas 1 ponto. Mesmo correndo na véspera (Marisa venceu em Sintra, a Corrida do Ambiente), conseguiu o 3.º lugar, com Micaela Simões (Valejas AC) a intrometer-se entre as duas, relegando Izabela para o 5.º lugar. Todavia, e tendo em conta que faltam apenas duas provas, os três melhores lugares do escalão já estão entregues, com Maria Varela, e Sara Marinho, ambas do NúcleOeiras a discutirem entre si, o 4.º e 5.º lugar.

 

André Ferreira “Os Fixes” o mais forte na corrida masculina

 

André Ferreira e Paulo Martins já isolados do quilómero 5 da corrida. Foto- Inês Saraiva

 

Com um traçado acessível, com cerca de 6.200 metros, e com apenas a dificuldade da longa subida final, um grupo de corredores liderou a prova, com os veteranos André Ferreira (M35), e Paulo Martins (M40) a lutarem de igual para igual com o júnior, Nuno Lopes (Linda-a-Pastora), e o sénior, Euclides Sanches (Casa Benfica AMM). Com uma ponta final de grande energia, André Ferreira conseguiu ganhar vantagem e corta a meta, isolado. Paulo Martins entrou a seguir, garantindo também a vitória no seu escalão, assim como Nuno Lopes, e Euclides Sanches.

 

José Camacho (2.º); Luís Santos (3.º), ambos do Linda-a-Pastora SC, garantiram os lugares do pódio nos seniores, mantendo as posições na tabela acumulada. José Azevedo, apesar do 6.º lugar, mantém-se de pedra e cal no lugar de vice-campeão, com a surpresa a vir dos lados da Lage, com o 4.º lugar de Tiago Vermelho. O atleta do clube presidido por João Alves Marques, consegue assim um lugar no topo da classificação, agora com 10 pontos de vantagem sobre Nélson Casanova (Casa Benfica AMM), o 6.º classificado, mas que ambos irão beneficiar da desclassificação de Euclides Sanches, por número insuficiente de provas.

 

Excelente organização e boa grelha de prémios

 

Uma nota final para a organização da corrida. Com larga experiência na corrida pedestre, o Clube Recreativo Leões de Porto Salvo, e apesar de nesta época não terem equipa a competir, não foi por isso que deixaram de brilhar na atribuição de prémios, quer individuais, quer colectivos. A Câmara Municipal de Oeiras marcou presença com o vice-presidente, e vereador do Desporto, Carlos Alberto Morgado, e a Junta de freguesia de Porto Salvo, com os seus principais elementos do Executivo, incluindo o presidente. Lamentos, apenas de muitos atletas que na prova-rainha de 6.200 metros e com muito calor, com muitos a terminarem perto do meio-dia, não tinha havido um abastecimento liquido, para minorar os efeitos das elevadas temperaturas…

 

Texto: Ventura Saraiva

Fotos: Ricardo Saraiva/Inês Saraiva/Ventura Saraiva


 

sábado, 21 de julho de 2018 – 00:18:49

Pesquisar

Reportagens fotográficas em preparação

- Rolex TP52 World Championship 2018 - Cascais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...