13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Ilírio Mendes (Sporting) vence “II Cross Run de Rio de Mouro”-Troféu Sintra a Correr

Sendo, também, a Atletismo Magazine Modalidades Amadoras-AMMA, um espaço de debate de várias modalidades, nomeadamente o atletismo, temos que começar esta crónica com a questão dos prémios por homenagem em várias corridas do panorama regional.

 

Vem a propósito a 2.ª edição do “Cross Run de Rio de Mouro”, ao cujo logótipo foi este ano acrescentado-“1.º Prémio Carlos Correia” em honra de um cidadão da Vila, Homem multifacetado e com décadas de dedicação ao associativismo desportivo, incluindo o atletismo, no Grupo Desportivo de Rio de Mouro, Rinchoa e Mercês (RRM).

 

Ora, o que vimos frequentemente, é que apesar de haver um prémio a instituir, nunca este aparece no momento da consagração dos vencedores.

 

Assim aconteceu em Rio de Mouro defraudando a expectativa dos concorrentes, e provavelmente do próprio homenageado que acabou ele por receber uma placa evocativa da homenagem.

Figura ímpar no associatismo desportivo, Carlos Correia foi alvo de homenagem pela Junta de Freguesia de Rio de Mouro

 

Quanto aos vencedores da prova rainha (7.500 metros),Ilírio Mendes (Sporting),limitou-se a receber o troféu de primeiro classificado do seu escalão (seniores), e não em termos absolutos, assim como Sara Marinho (AD NúcleOeiras) que ganhou no sector feminino.

 

José Gaspar e Ilírio Mendes numa luta até final

 

 

Relacionando a opinião acima descrita e a forma como decorreu a luta pela vitória final, podemos questionar; que interesse tinha José Gaspar (M35) em lutar num longo sprint nos últimos metros com o seu principal adversário, Ilírio Mendes (sénior, se não tivesse em mente arrecadar um prémio com especial significado, como seria o “1.º Prémio Carlos Correia”?

 

Luta nos metros finais pela vitória absoluta no I Prémio Carlos Correia entre José Gaspar e Ilírio Mendes

 

Cremos que sim, e achamos uma injustiça que pode até ser extensiva a muitas provas de estrada e corta-mato que se realizam em Portugal, ganhas por concorrentes de escalões diferentes que o de seniores, mas sendo estes premiados em função disso, e não pelo lugar obtido na geral individual.

 

Número de participantes supera a primeira edição em São Marcos

 

A segunda jornada do Troféu Sintra a Correr 2015 foi realizada por entre os carreiros e estradões da mata de Fitares, na Rinchoa.

Prova de Rio de Mouro supera a de São Marcos na etapa inaugural do Troféu Sintra a Correr

 

A competição promovida pela Junta de Freguesia de Rio de Mouro, em colaboração com a Divisão de Juventude e Desporto da Câmara Municipal de Sintra, e realizada no dia 15 (domingo), reuniu na linha de chegada 429 atletas (de Benjamins a Veteranos 70), superando o número de participantes da prova inaugural de São Marcos, no passado dia 1, somando mais de uma centena de concorrentes.

 

A manhã soalheira, convidativa à prática desportiva despertou o entusiasmo de clubes de atletas que na aprazível mata de Fitares deram largas à sua capacidade física, principalmente nas duas últimas corridas do programa e destinada aos escalões mais adultos.

 

Um traçado de sobe-e-desce constante, com caminhos estreitos e sinuosos, e passagens por zonas exteriores de asfalto.

 

A fechar o programa e já muito perto do meio-dia, os escalões de juniores masculinos, seniores, e veteranos de ambos os sexos, até +60, encontraram dificuldades acrescidas, não só pelo calor que se fazia sentir, mas sobretudo pela quantidade de competidores, a “engarrafarem” algumas zonas do traçado, sem possibilidade de correr, ou mesmo caminhar.

 

Sara Marinho vence sem qualquer concorrência

 

Integradas no pelotão masculino, as mulheres encontraram acrescidas dificuldades, sobretudo em conseguir as ultrapassagens nos pequenos carreiros. Quem melhor se foi desenvencilhando desses obstáculos, foi Sara Marinho.

 

Sara Marinho sem concorrência no sector feminino

 

A atleta do concelho oeirense destacou-se desde o início, com Izabella Pires, da Casa Benfica no Algueirão a nunca conseguir uma aproximação à sua adversária.

 

Outra atleta do concelho de Oeiras, Maria Navarro (GRCD Leião), acabou por fechar o pódio de seniores femininos.

 

Nos restantes escalões, Mafalda Machado (Associação Real Academia) conseguiu bater-se com êxito no F35, com Paula Cardoso (Sporting da Reboleira e Damaia), e no F40, a vitória decidiu-se entre a “regressada”, Alexandrina Barros (Valejas AC), e Ana Vieira (ADNO), com a atleta de Oeiras a vencer à vontade, ela que foi a segunda da geral de feminina.

 

Casa Benfica no Algueirão conquista vitória nas equipas

 

Casa Benfica no Algueirão soma e segue no Troféu Sintra a Correr

 

Colectivamente, e somados os pontos em todos os escalões do regulamento, a Casa Benfica no Algueirão não teve dificuldade em conquistar mais uma vitória no Troféu Sintra a Correr, confirmando a sua superioridade sobre toda a concorrência, incluindo a formação “Extra-Concelho” do Sporting Clube da Reboleira e Damaia, com 86 pontos a separar os dois emblemas.

 

O Grupo Recreativo e Desportivo de Manique de Cima voltou a fechar o pódio, desta feita em igualdade pontual com a Juventude Operária de Monte Abraão, mas com vantagem para a equipa da antiga freguesia de São Pedro de Penaferrim pelos melhores lugares conquistados individualmente.

 

Texto e fotos: Ventura Saraiva

 

Principais classificações:

 

Seniores masculinos

1.ºIlírio Mendes, Sporting

2.º José Azevedo, Linda-a-Pastora SC

3.º João Oliveira, Mente Traquina- Casal do Cotão

4.º Nélson Casanova, Casa Benfica no Algueirão

5.º Patrick Mateus, URCA

 

Seniores femininos

1.ª Sara Marinho, NúcleOeiras-AD

2.ª Izabella Pires, Casa Benfica no Algueirão

3.ª Maria Navarro, GRCD Leião

4.ª Jalma Teixeira, J.O.M.A.

5.ª Susana Jorge, Mente Traquina-Casal do Cotão

 

Juniores masculinos

1.º Tiago Lopes, GRD Manique de Cima

2.º Flávio Santos, FFPM Unificação

3.º Ronaldinho Oliveira, J.O.M.A.

 

Juniores femininos

1.ª Daniela Vinagre, Casa Benfica no Algueirão

2.ª Diana Almeida, J.O.M.A.

3.ª Soraia Moura, Jobrinde-Montes Saloios

 

Veteranos M35

1.º José Gaspar, Odimarq

2.º Victor Marques, AP Tejo-Norte

3.º Bruno Carvalho, FC Roussão

 

Veteranas F35

1.ª Mafalda Machado, Ass. Real Academia

2.ª Paula Cardoso, SC Reboleira e Damaia

3.ª Daniela Carvalho, UR Sabuguense-Guerreiros do Rio

 

Veteranas F40

1.ª Ana Vieira (NúcleOeiras), 2.ª geral feminina

2.ª Alexandrina Barros, Valejas AC

3.ª Paula Silva, SC Reboleira e Damaia

 

Geral colectiva

1.ª Casa Benfica no Algueirão, 430 pontos

2.ª Sporting Reboleira e Damaia, 344

3.ª GRD Manique de Cima, 175

4.ª J.O.M.A., 175

5.ª Linda-a-Pastora SC., 107

6.ª GRD Ribeira Lage, 104

7.ª GRD “Os Fixes”, 79

8.ª A Atletismo Mafra, 77

9.ª “O Cartaxeiro”-Caneças, 77

10.ª Jobrinde-Montes Saloios, 75

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 12 de novembro de 2018 – 18:49:18

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...