13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

GP de Barcarena

alt
 
Não tenhas dó, nem tenhas pena!

Depois de uma ausência de mais de um mês, regressou o Troféu CMO- Corrida das Localidades, com a realização do “Grande Prémio de Barcarena 2012” competição realizada no domingo, dia 15 de janeiro. Foi também o regresso às distâncias habituais, depois das primeiras provas (Valejas, Caxias e B.º dos Navegadores) os traçados serem de menor distancia em todos os escalões etários. A verdade, é que foi poupado o escalão M65 à chamada prova-rainha (8.300 metros?) percorrendo a distância de 4.000 metros (?) mais acessível à idade dos concorrentes. É que o novo percurso da corrida principal do sector masculino, foi deveras desgastante, com a grande fatia dos quilómetros percorridos sempre a empinar até ao alto da localidade de Valejas. Valeu a baixa temperatura registada na manhã de domingo, com alguma chuva a fazer o seu aparecimento durante as primeiras provas matinais.

Mudança de local de partida agrada aos concorrentes

As opiniões eram unânimes. A partida junto à sede do clube organizador, com uma descida acentuada tornava-se bastante perigosa, principalmente para os mais jovens, com saídas muito rápidas. Este ano, houve a mudança para a zona baixa de Barcarena (junto à ponte) e agradou aos concorrentes, embora tenha prejudicado a fluidez do trânsito automóvel, e a levar os autocarros para a zona da chegada e partida. Depois, um outro reparo: os atletas e acompanhantes utilizam o traçado das provas, prejudicando os participantes, principalmente os mais atrasados que apesar de todo o esforço da organização não consegue controlar esses abusos.

Catarina Ferreira (Joaninhas de Leião) ganha nas senhoras

A prova de Barcarena voltou a registar um número elevado de atletas, batendo o recorde de participação de 2011, superando a barreira das seis centenas de concorrentes chegados à meta. Nas várias corridas, duas notas: a primeira para a prova de Juvenis masculinos com os quatro (novos) atletas do Benfica a fazerem o pleno na dianteira. João Pereira, Ruben Tavares, Tiago Lopes, e Ricardo Barbosa. A segunda, para a prova das senhoras, com Catarina Ferreira (Joaninhas de Leião) a não dar hipóteses à concorrência e a vencer com margem folgada.

Francisco Pedro (“Os Fixes”) ganha corrida masculina

No sector masculino, o novo recruta do GRD “Os Fixes” de Queluz de Baixo, Francisco Pedro foi o mais rápido, ganhando a corrida de 8.300 metros, apesar de ser do escalão M40. O Ex- Carregueirenses, adaptou-se bem às dificuldades do percurso e não teve dificuldades em ganhar vantagem, “partindo” o grupo perseguidor que foi chegando à meta, um-a-um, no que concerne aos primeiros.

NúcleOeiras/SportZone ganha por equipas

Com mais de meia-centena de equipas classificadas em Barcarena, o NúcleOeiras/SportZone voltou a vencer por equipas, conseguindo o pleno de vitórias esta época. O Clube Recreativo Leões de Porto Salvo, foi 2.º, Linda-a-Pastora S.C, 3-º, “Os Fixes”, 4.º, e Ribeira da Lage (5.º).

O 6.º lugar foi para a Casa do Benfica em Algueirão-Mem Martins que foi a primeira equipa a pontuar para a classificação “Extra-Concelho” defendendo o título conquistado na época anterior.

Está de parabéns, o Grupo Desportivo de Barcarena pela organização da prova, e pela mobilização conseguida ao reunir tão elevado número de participantes. Na entrega de prémios, continuam a faltar muitos atletas, com dirigentes de clubes a substituírem os medalhados, carregando as medalhas que todos deviam valorizar sob pena de um dia, não valer a pena fazer tão justa distinção!

Ventura Saraiva


alt
 
alt
 
alt
 Benfica domina em juvenis masculinos Benfica domina em juvenis masculinos  

Periodicidade Diária

quarta-feira, 19 de junho de 2019 – 09:55:53

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...