16 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Seleção Nacional sub-20: Segunda vitória seguida de Portugal frente ao Egito

No jogo 2 de preparação frente aos faraós, a equipa lusa carimbou mais um triunfo, desta vez por 30-27, na cidade da Maia; Terceiro e último embate agendado para esta sexta-feira.
 
A Seleção Nacional sub-20 conquistou, esta quarta-feira, a segunda vitória seguida frente ao Egito, no Pavilhão da Associação Atlética de Águas Santas, no segundo de três duelos contra a seleção egípcia, Campeã do Mundo no escalão sub-19, em 2019, inseridos na preparação de Portugal para o M20 EHF Euro 2022, que se vai realizar entre os dias 7 e 17 de julho, nas cidades de Gondomar, Matosinhos e Vila Nova de Gaia. 
 
7 inicial: Diogo Rêma, Gabriel Viana, Gabriel Cavalcanti, André Sousa, Ricardo Brandão, Bernardo Pêgas e Tiago Teixeira.
 
Para este segundo embate, Carlos Martingo fez várias alterações no sete titular e, tal como tinha anunciado no final do primeiro jogo, em que Portugal venceu por 33-30, apostou no sistema defensivo diferente: um 5×1, com Gabriel Cavalcanti como homem mais adiantado. O Egito abriu o ativo, antes de Portugal responder com dois golos e em três minutos o guarda-redes Diogo Rêma tinha já realizado duas defesas. O jogo seguiu bastante equilibrado, com golos de parte a parte até que, aos 14 minutos, a equipa africana perdeu um ataque e o ponta-direita Tiago Teixeira aproveitou a oportunidade de colocar Portugal a vencer por dois golos de diferença (8-6), pela primeira vez. A meio da primeira parte, o Selecionador Nacional voltou a trocar vários jogadores de uma assentada, e o Egito cresceu na partida pouco depois, assinando um parcial de 3-0 e chegando à liderança (9-10), a dez minutos do intervalo, algo que não se verificava desde o 1-0. A reação lusa foi idêntica, com três golos sem resposta (12-10) e aos 26 minutos, altura em que Portugal estava em dupla superioridade, o jovem lateral Francisco Costa, que esteve ausente do primeiro jogo, sofreu uma lesão no pé direito, após um choque com o guarda-redes contrário e foi forçado a abandonar a partida. A equipa portuguesa não aproveitou o período em que esteve com mais dois jogadores em campo e saiu para o descanso com uma vantagem mínima.
 
Intervalo: 14-13
 
A segunda parte começou da pior maneira para Portugal, com dois ataques desperdiçados, uma exclusão e dois golos sem reposta por parte do Egito que, assim, regressou ao comando do marcador (14-15). Mas, mais uma vez, os lusos responderam de forma criteriosa, com um parcial de 4-0 finalizado por Tiago Teixeira (18-15), como consequência de um 5×1 defensivo forte e concentrado. O guardião Diogo Rêma continuava a apresentar-se a um nível elevado e ajudou Portugal a ampliar a vantagem para cinco golos, aos 40 minutos, ao 21-16. Com o desenrolar da partida, Portugal foi perdendo algum fôlego e o Egito aproveitou para encurtar a diferença, mas apenas até aos dois golos (25-23), aos 52 minutos. A reta final de jogo foi controlada pela Seleção Nacional e o segundo triunfo não escapou e ficou fechado em 30-27. Bernardo Pêgas foi o melhor marcador do lado luso, com cinco golos apontados, com nota de destaque também para as 12 defesas de Diogo Rêma.
 
Diogo Rêma, guardião da baliza portuguesa, protagonista de 12 defesas esta noite, abordou este encontro com a seleção egípcia: “Penso que começámos o jogo bem, com algumas falhas técnicas, mas isso é normal nestes jogos de preparação – ainda não temos muito tempo de trabalho. Vamos aproveitar estas três semanas que temos antes do Europeu para treinar e para ter alguns jogos treino para conseguir consolidar as táticas e para entrarmos no Europeu com o pé direito e com tudo.”
 
Sobre este adversário, o guarda-redes destaca o coletivo nacional, na superação deste jogo: “Eles têm uma boa equipa, mas nós conseguimos superar todas as dificuldades que tivemos e acho que fizemos um bom jogo, todos os que estiveram dentro de campo deram o seu contributo e esperamos continuar assim.”
 
Diogo Rêma abordou ainda o nosso sistema defensivo utilizado pela equipa das Quinas: “É importante ter mais do que um sistema defensivo para nos adaptarmos a todas as situações que vamos encarar, porque as equipas são todas diferentes, e hoje deu para trabalhar o 5×1 e acho que teve êxito.”
 
Portugal e Egito voltarão a encontrar-se esta sexta-feira, para o terceiro e último jogo particular, às 19h30, no Pavilhão da Associação Atlética de Águas Santas.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 27 de junho de 2022 – 17:37:47

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...