15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Open de Portugal de Velocidade eleva-se a Campeonato de Portugal de Velocidade em 2021

 

Campeonato de Portugal de Velocidade será o topo da competição em pista.

Competição terá 12 corridas e será disputada com três categorias.

Negociações avançadas para transmissão televisiva da maioria das provas.

 

Após a primeira temporada do Open de Portugal de Velocidade by Michelin com organização e promoção da Prime Promotion e do Autódromo Internacional do Algarve, a competição regressa em 2021, mas com novos moldes.

 

De acordo com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) e os promotores da competição, a disciplina de topo da velocidade nacional passa a chamar-se CAMPEONATO DE PORTUGAL DE VELOCIDADE.

 

Eleva-se, assim, o estatuto da competição tornando-a como o expoente máximo da velocidade em Portugal.

 

Além desta alteração, a competição vai ser organizada em redor do formato já conhecido da temporada passada.

 

Serão mantidos as 12 corridas, sobretudo, para mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19 e permitir que os pilotos tenham muitas horas de competição, mas condensada em apenas quatro jornadas.

 

Cada jornada tripla do Campeonato de Portugal de Velocidade terá o seguinte formato.

 

Duas sessões de Treinos Livres com 20 minutos cada;

Duas sessões de Treinos Cronometrados com 15 minutos cada;

Duas corridas em formato “Sprint” com 20 minutos cada uma e, finalmente,

uma corrida com formato “Endurance” com 45 minutos.

 

Contas feitas, serão realizadas oito sessões de treinos livres (2h40m), oito sessões cronometradas (2h) e 12 corridas (8 “Sprint” e 4 “Endurance” num total de 6h de tempo em pista), no total das quatro jornadas marcadas no calendário.

 

Cada equipa pode ser constituída por um ou dois pilotos, sendo que nas equipas com dois pilotos, cada um faz uma corrida “Sprint” e ambos unem-se para a prova “Endurance”.

 

Serão admitidos no Campeonato de Portugal de Velocidade três categorias de veículos: TCR (caixa DSG ou sequencial), GT4 e GT Cup.

 

Na primeira, serão admitidos carros produzidos até 2021.

 

Na segunda categoria são autorizados carros até 2019.

 

A terceira categoria admite apenas carros produzidos até 2018.

 

Os organizadores e promotores do Campeonato de Portugal de Velocidade tiveram como grande preocupação não sobrecarregar os orçamentos das equipas e oferecer palcos internacionais e de grande mediatismo.

 

Nesse sentido, o calendário proposto inclui quatro jornadas disputadas com o Internacional GT Open, WTCR e European Le Mans Series.

 

Existe a possibilidade da competição deslocar-se ao magnífico traçado espanhol de Valência e ser integrada no Campeonato Espanhol de Resistência (CER).

 

Quer isto dizer que no mês de abril vai até ao Autódromo Internacional do Algarve, em junho demanda a “Bila” com a presença no Circuito de Vila Real.

 

Depois há a possibilidade de ir a Valência em setembro e depois regressar ao Autódromo Internacional do Algarve para o fecho da temporada em outubro.

 

Caso a deslocação a Valência não seja possível, o Campeonato de Portugal de Velocidade cumprirá uma jornada no Autódromo do Estoril no mês de julho.

 

O Campeonato de Portugal de Velocidade, como competição de topo da velocidade nacional, terá várias condições de participação.

 

Entre elas estará uma taxa de inscrição na competição, cuja verba será anunciada posteriormente, valor que incluirá a oferta de um dia completo de testes no Autódromo Internacional do Algarve.

 

Calendário Provisório

 

25 de Abril: AIA | GT Open

 

25/27 de Junho: Circuito de Vila Real

 

10/11 de Julho: Circuito Estoril ou 18/19 de Setembro: CER – Valencia

 

23/24 de Outubro: European Le Mans Series

 

 

Periodicidade Diária

sábado, 15 de maio de 2021 – 11:09:49

Pesquisar

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...