18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Manuel e Pedro Mello Breyner e Eduardo Freitas nos 15 anos do Museu da Miniatura

O Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia (MMAG) cumpriu 15 anos de existência com uma visita guiada às coleções em exibição, a estreia de coleções sobre Automóveis Brasileiros e Carros de Assistência de Le Mans e uma conferência subordinada ao tema “100 anos das 24 Horas de Le Mans.” A presença de Eduardo Freitas, diretor de corrida de Le Mans, e dos irmãos Manuel e Pedro Mello Breyner abrilhantou as comemorações deste marco importante do museu.

 

Simples, mas significativas, as cerimónias que assinalaram os 15 anos de existência do Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia contaram com a presença de muitos convidados que prestaram homenagem a um espaço único no continente. As instalações, cheias de miniaturas de coleções permanentes e eventuais, foram pequenas para receber tantos convidados que marcaram presença em Gouveia.

 

O Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia nasceu de um repto lançado por Fernando Taborda, prolífico colecionador e amante do automóvel, a Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre. Encontrar uma forma de expor as suas coleções de estrada e competição. Uma ideia que, como Fernando Taborda sublinhou durante a cerimónia de celebração do 15º aniversário do museu, era um desafio quase impossível.

 

Mas com o trabalho do Clube Escape Livre que levaria ao acolhimento da Câmara Municipal de Gouveia, na pessoa de Luís Tadeu (na época vice-presidente da edilidade), o projeto avançou e nasceu o Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia. Que, nos seus 15 anos de existência, recebeu cerca de 100 mil visitas, um número deveras significativo para uma cidade com pouco mais de 14 mil habitantes.

Outros números contam a história de sucesso do Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia: passaram pelo museu mais de 20 mil miniaturas distribuídas por 44 coleções de 34 colecionadores.

 

Ainda antes do segundo momento de celebração dos 15 anos do MMAG, Luís Tadeu, presidente da Câmara Municipal de Gouveia, anunciou que em 2023 será dado início ao processo de consulta e adjudicação das obras das novas instalações do Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia. Instalações maiores e ainda mais dignas para as muitas coleções que estão em fila de espera para serem exibidas e para acolher o acervo cada vez maior do museu.

 

O segundo momento de celebração dos 15 anos do Museu da Miniatura Automóvel, depois da homenagem a colecionadores e amigos do MMAG, entre eles Luís Miguel Mata Perez, diretor do Museu de Historia de La Automoción de Salamanca e António Manuel, o conhecido “Tó da Quitécnica”, decorreu à tarde.

 

Subordinada ao tema “100 Anos das 24 Horas de Le Mans”, a conferência levada a cabo no Mercado Municipal de Gouveia reuniu entusiastas do colecionismo automóvel e, particularmente, das 24 Horas de Le Mans. Presentes, Manuel e Pedro Mello Breyner – que participaram em três edições, duas com o saudoso Tomás Mello Breyner, tendo ficado em 11º em 1997 – e Eduardo Freitas, o diretor de prova das 24 Horas de Le Mans.

 

Foi uma verdadeira tertúlia com muitas “estórias” que cruzaram o mundo das corridas com o mundo das miniaturas e com a competição automóvel em geral. Um final de celebração do 15º aniversário do Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia com chave de ouro.

Manuel Mello Breyner reconheceu que “o museu está muito bem concebido e a qualidade das coleções são muito boas.”

 

Pedro Mello Breyner afinou pelo mesmo diapasão acrescentando que “as instalações são pequenas para tanta coleção. Como parece ser esse o caminho, com mais coleções e mais espaço será um museu ainda mais interessante do que é hoje.”

 

Eduardo Freitas confessou que não estava nada à espera de uma coisa assim, de tamanha qualidade, no meio da serra.” Por isso mesmo“recomendo fortemente a visita ao museu pois os temas abordados são excelentes e interessantes, não estando limitados à competição, o que acaba por ser pedagógico. A organização é excelente, não estamos perante miniaturas ‘atiradas’ para uma prateleira. Tudo bem dividido e uma visita muito agradável que, reforço, vale muito a pena visitar.”

 

Fernando Taborda estava visivelmente feliz com a celebração dos 15 anos do Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia. “Confesso que os números me deixaram boquiaberto pois não pensava que chegássemos a cerca de 100 mil visitantes, pois este é um museu localizado no interior, numa cidade com pouca população e com acessibilidades complicadas”.

 

Luís Tadeu, presidente da Câmara Municipal de Gouveia, destacou queno início este era um projeto fora da caixa e havia muitas dúvidas sobre ele. Felizmente tem sido um fator importante para trazer pessoas fora do concelho para Gouveia e para o turismo e restauração da região. É algo diferente de tudo e permitiu-nos ainda fazer atividades como os passeios do Clube Escape Livre, conferências e outras iniciativas.” Acrescentando“é um projeto importante para Gouveia e a expansão do museu vai permitir incrementar essas atividades”.

 

Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, estava feliz com este aniversário, não disfarçando o “orgulho que sentimos pelo caminho que o Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia percorreu nestes 15 anos. Apesar do desafio ter sido imenso o Clube Escape Livre esteve à altura do desafio e reuniu os parceiros certos para a concretização do projeto, tal como sempre fez ao longo dos 36 anos de história do Clube Escape Livre. Só assim foi possível manter o programa de rádio Escape Livre há 50 anos no ar e lançar iniciativas como a Cápsula do Tempo Guarda 2050 e este Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia.”

 

Periodicidade Diária

sábado, 25 de maio de 2024 – 05:50:09

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...